Tóquio 2020: como trabalhar os Jogos Olímpicos na escola?

-

Tóquio 2020: como trabalhar os Jogos Olímpicos na escola?

A Olimpíada, que começa hoje e segue até o dia 5 de setembro, é prato cheio para trabalhar conteúdos de diversas disciplinas em sala de aula; confira dicas
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

Depois de um ano de muita expectativa, adiada devido à pandemia de Covid-19, a Olimpíada de Tóquio finalmente começou. Embora a cerimônia de abertura tenha ocorrido hoje pela manhã, desde quarta-feira (dia 21) jogos de algumas modalidades já estão acontecendo. As seleções masculina e feminina de futebol já venceram as suas primeiras partidas, por exemplo.

Chamada das Olimpíadas 2020-2021
Rayssa Leal (13 anos), a mais jovem atleta brasileira a competir nas Olimpíadas
Aos 13 anos, Rayssa Leal é a mais jovem atleta brasileira a competir nas Olimpíadas. Foto: reprodução

O evento mundial, que acontece até o dia 5 de setembro, atrai até mesmo quem não é muito ligado(a) em esportes – afinal, a Olimpíada envolve mais de 200 países participantes, competindo em mais de 30 esportes. Karatê, skate, surfe e escalada são algumas das modalidades novas da edição deste ano. Em alguns deles, o Brasil tem fortes representantes – caso das jovens Pâmela Rosa, Rayssa Leal e Letícia Bufoni no skate feminino, e Gabriel Medina, no surfe masculino. 

Com tantas opções de esportes e atletas realizando grandes feitos, é difícil não se deixar envolver pelo espírito olímpico. Nem deveríamos lutar contra. Além de dar pano pra manga para incentivar crianças e adultos a praticar esportes, as Olimpíadas trazem consigo valores como respeito, solidariedade, disciplina e cooperação. Por isso explorar o tema em aula é tão potente e envolvente. 

Tóquio 2020 nas suas aulas
Tóquio 2020 nas suas aulas. Foto: reprodução

Para quem não sabe bem como fazer isso, o site Tóquio 2020 nas suas aulas pode ser um bom recurso a ser explorado. Lançado pelo Impulsiona e o Ministério da Educação (MEC), o site reúne mais de 100 conteúdos, entre cursos, planos de aulas e notícias para docentes que queiram trabalhar a temática com suas turmas.

Você encontra informações sobre a história e a simbologia em torno do evento, como a tocha, os aros e a trégua olímpica. Há também atividades para trabalhar valores olímpicos na escola, consumo consciente, doping e questões de gênero (“esporte não é coisa de menina?”). Há ainda informações sobre as diversas modalidades – salto com vara e salto triplo, karatê, basquete, natação, esgrima e muitos outros – e como trabalhar na escola. Tudo gratuito, basta se cadastrar para baixar os materiais.

Confira

Os materiais de apoio seguem as unidades temáticas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e possuem indicações de para qual segmento de ensino eles são direcionados (Ensino Fundamental e Médio), além de poderem ser utilizadas tanto no ensino remoto como presencial. 

No conteúdo sobre skate, por exemplo, são trabalhados os principais fundamentos do esporte, o seu histórico e dicas de novas maneiras para praticá-lo na escola. 

O projeto propõe também um desafio escolar para educadores(as) que quiserem participar, que coloca os(as) estudantes a conhecer a evolução da tocha olímpica, confeccionar a sua própria (de forma sustentável) e concorrer a prêmios pelo trabalho mais criativo. 

A expectativa do Ministério da Educação e do Impulsiona é de que 30 mil professores utilizem os materiais.


Tem esporte no Cenpec!

Para quem quiser explorar mais conteúdos relacionados ao esporte e aos valores da Olimpíada, o Portal Cenpec traz reportagens, oficinas e matérias que abordam a temática. Confira a seleção:

Ana Moser: o esporte no desenvolvimento integral

Ana Moser: o esporte no desenvolvimento integral

Neste artigo, publicado originalmente em 2016 no site Educação&Participação (Cenpec), a jogadora de vôlei e medalhista olímpica Ana Moser fala dos benefícios do esporte e por que integrá-lo às práticas educativas.

Jogo completo: o esporte na educação

Em ano olímpico, saiba como o esporte – e a educação física – podem se aliar a outras disciplinas em propostas curriculares em favor do desenvolvimento integral de crianças e jovens.

Oficina: Atletismo, o esporte mais antigo

Oficina: Atletismo, o esporte mais antigo

Com o objetivo de abordar as origens das modalidades esportivas como produtos culturais de determinado tempo, essa oficina explora conhecimentos sobre a história das Olimpíadas e do atletismo.

Oficina: Letramento e esporte

Oficina: Letramento e esporte

Esta oficina apresenta o projeto de educomunicação e esportes desenvolvido em São Miguel Paulista, extremo leste da capital paulista. A iniciativa explora gostos, hábitos e conhecimentos de jovens sobre atividades esportivas. O objetivo é envolver os participantes em práticas sociais de leitura, escrita e oralidade.

Oficina: Bem-vindos! Nós também viemos de outros lugares…

Oficina: Bem-vindos! Nós também viemos de outros lugares…

Essa oficina fomenta o respeito a outras nacionalidades, etnias e culturas que contribuem na formação do povo brasileiro, assim como o diálogo e a valorização da diversidade e da pluralidade. Para isso, aborda as contribuições dos diferentes povos que compõem nosso caldeirão cultural, por meio da língua, culinária, das manifestações artísticas e também dos esportes.


Veja mais