Videodicas: passos para um bom artigo de opinião

-

Videodicas: passos para um bom artigo de opinião

O quinto vídeo da Olimpíada de Língua Portuguesa explica os pontos de atenção na construção desse gênero textual, com base no debate sobre regulamentação de fake news
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

Uma das dificuldades que os(as) educadores(as) enfrentam ao trabalhar o gênero em sala de aula é o aprofundamento do tema proposto. Como explica Maria Aparecida Laginestra, coordenadora do Programa Escrevendo o Futuro:

O que mais vemos nos artigos de opinião são denúncias. Fatos sociais relevantes, que afetam a vida das pessoas, mas que são elencados como uma listagem de situações-problema da cidade, sem serem aprofundadas. O artigo de opinião não é simples. Não basta só emitir uma opinião, mas ter uma argumentação ou uma contra-argumentação.” 

Maria Aparecida Laginestra

Para apoiar os(as) docentes pedagogicamente nesse quesito, o quinto vídeo produzido pela Olimpíada de Língua Portuguesa parte de um tema bem atual para apontar maneiras de trabalhar o desenvolvimento do artigo de opinião: a regulamentação de fake news.

O convidado da vez foi Felipe Leal, professor de Redação e Filosofia do Ensino Médio. Ele começa retomando alguns conceitos importantes, como notícia falsa, desinformação e infodemia. O educador também levanta argumentos sobre a necessidade de regulamentação das novas tecnologias e fala sobre os riscos políticos e de saúde que essa desinformação pode causar na população.

Ao final, Felipe dá dicas de como construir o texto na prática. Para isso, indica como organizar as ideias em introdução, desenvolvimento e conclusão do artigo do texto argumentativo. Ele recomenda que a atividade comece com uma escuta, para entender o que os(as) estudantes pensam sobre o assunto. 

Para Felipe, com o tema da regulamentação das fake news, os(as) docentes podem:

Aproveitar essa oportunidade para trabalhar sobre o que é uma democracia, quais são os direitos e quais os limites que existem. E sempre nesse âmbito de pensar que conviver numa democracia está aberto a essa possibilidade de auto invenção e reinvenção. Então chamar os alunos para o debate e dar voz para eles se colocarem”.

Felipe Leal

Confira o vídeo completo abaixo:


Vídeos da Olimpíada de Língua Portuguesa

Essas produções audiovisuais fazem parte da série de cinco vídeos que tratam de diferentes gêneros e foram produzidos e lançados pela Olimpíada de Língua Portuguesa em julho. 

No concurso, iniciativa do Itaú Social com coordenação técnica do Cenpec, docentes participantes trabalham com cada ano ou série um tipo de gênero: 5º ano do ensino fundamental trabalha com poema; 6º e 7º anos com Memórias literárias; 8º e 9º anos com crônica; 1ª e 2ª séries do ensino médio com Documentário e, por fim, o Artigo de Opinião com a 3ª série. 

Em cada um dos vídeos, que têm até 13 minutos, um(a) convidado(a) especial traz as suas experiências pessoais, dicas e discussões sobre a produção de textos de cada um dos gêneros tratados. 

Confira os outros quatro vídeos abaixo:


Veja também