Seminário debate educação integral: práticas, métodos e concepções

-

Educação integral: métodos, perspectivas e práticas

Seminário na Unicamp debate ensinamentos e concepções de educação integral
Imprimir

Realizado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em parceria com a Central de Formação e Mídias (CEFORMI), o III Seminário de Educação Integral debateu as concepções e práticas de educação integral na educação básica pública brasileira e reuniu cerca de 600 pessoas na última quarta-feira (31), entre professores, pesquisadores e profissionais da área educacional.

Alexandre Isaac, sociólogo e assessor de relações institucionais do CENPEC Educação, participou do seminário, que abordou propostas curriculares de educação integral, relatos de práticas de municípios da região de Campinas (SP), como Vinhedo e Sumaré, além de ciclos de palestras e debates.

Outro destaque foi o lançamento do livro Educação integral: movimentos, lutas e resistências, organizado pelas docentes Nima Spigolon, Crislaine Modesto, Débora Mazza e Elaine Cristina Ferraz.

Palestra realizada durante o III Seminário de Educação Integral, na Unicamp.
Foto: Divulgação/Unicamp.
Palestra realizada durante o III Seminário de Educação Integral, na Unicamp.
Foto: Divulgação/Unicamp.

O seminário contou com apoio da Secretaria Municipal de Educação de Vinhedo, da Secretaria Municipal de Educação de Sumaré, do Colegiado de Educação Pública do Estado de São Paulo, do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas , Educação e Sociedade (GPPES) e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação de Jovens e Adultos (GEPEJA).

Educar para equidade

O CENPEC Educação acredita que a implementação de políticas de educação integral é uma potente estratégia de redução das desigualdades e de garantia de direitos, afirma Alexandre Isaac.

Em julho, por exemplo, foi lançado o livro Educação integral e currículo escolar: análises e proposições baseadas no debate teórico e em experiências em redes públicas de ensino.

A obra, elaborada no âmbito do Programa de Assessoria às Políticas de Educação Integral – parceria entre o CENPEC Educação e o Itaú Social que vigorou até 2017 –, traz proposições para elaboração, implementação e acompanhamento de projetos desse tipo e apresenta também uma série de levantamentos e análises da produção teórica sobre o tema no Brasil e no mundo, além de experiências concretas e recentes de escolas nacionais.

Veja como foi o lançamento

Saiba mais