Apoio Pedagógico Complementar inicia formação a distância

-

Apoio Pedagógico Complementar inicia formação a distância

Ambiente inclui ferramentas interativas e material de apoio para técnicos de secretarias de Educação. Proposta é formular plano de ação para promover aprendizagem e prevenir distorção idade-série
Imprimir

Por João Marinho

O que é planejar no contexto das políticas públicas de educação? Por que é importante traçar planos de ação visando a enfrentar um dos principais desafios da área, como a distorção idade-série? Reflexões como essas têm acontecido, desde a última semana, no contexto de formação a distância do programa Apoio Pedagógico Complementar.


Aprendizagem no ensino fundamental

Desenvolvido pelo Itaú Social e pelo Consórcio Intermunicipal de Gestão Pública Integrada nos Municípios do Baixo Paraíba (Cogiva) com parceria técnica do CENPEC Educação, o Apoio Pedagógico Complementar insere-se no âmbito do programa Melhoria da Educação.

A proposta é dar assessoria e formação a técnicos de secretarias municipais de Educação, a fim de que ofereçam apoio pedagógico a alunos dos anos iniciais do ensino fundamental com foco em língua portuguesa e matemática, promovendo a aprendizagem e prevenindo a distorção idade-série e a evasão escolar.

No último mês de fevereiro, o Apoio Pedagógico Complementar foi apresentado e ofertado aos municípios do Cogiva, na Paraíba, e iniciou a primeira etapa de formação do módulo de planejamento, que foi presencial, com a mestra em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), Regina Estima.


Educação a distância

Na segunda-feira (23), teve início a etapa de educação a distância (EaD), liberada para os técnicos participantes do curso por meio de login próprio aqui, no Portal CENPEC Educação. A mediadora, mais uma vez, é Regina Estima – novamente, no módulo de planejamento, que propôs a reflexão que abre este texto.

“O Apoio Pedagógico Complementar iniciou as atividades de forma presencial em um encontro onde se reuniram representantes dos municípios do Cogiva. A EaD iniciada na última semana é uma continuidade do que foi apresentado naquele encontro, a fim de desenvolver habilidades e competências que permitam aos técnicos atuarem na implantação, implementação, monitoramento e avaliação do programa”, explica Estima.

Regina Estima.

A intenção do CENPEC Educação é continuar contribuindo para que os sistemas de ensino criem ferramentas para o enfrentamento da reprovação, distorção idade-série e evasão de alunos.”

Regina Estima

Plano de ação

Cerca de 30 pessoas estão inscritas na formação, que conta também com um módulo especial de ambientação para familiarizar os cursistas com a plataforma EaD.

O módulo de planejamento, em especial, prossegue até o dia 29/05 e tem como principal tarefa a primeira de cinco etapas para a formulação dos planos de ação dos municípios. Para isso, além do conteúdo e do material de apoio, os cursistas contam com fóruns e ferramentas interativas.

Nessa primeira etapa do plano, cada município deverá realizar levantamento e análise de dados de sua rede para:

  • conhecer melhor os estudantes envolvidos no programa;
  • definir o enunciado do problema; 
  • definir os objetivos do programa. 

Nos próximos meses, serão ofertados os módulos de língua portuguesa/alfabetização e de matemática, com mediação de Patrícia Calheta e Sandra Regina Correa Amorim, respectivamente; e, em agosto e setembro, está prevista a oferta do último módulo, de avaliação.

Érica Catalani, coordenadora de Projetos do CENPEC Educação, explica que a formação já está sendo readequada devido às recomendações contra a pandemia de Covid-19: inicialmente, estavam previstas formações presenciais ainda para o mês de abril, por exemplo, em diferentes módulos.

“Estamos adequando o curso, a fim de que o distanciamento social seja respeitado. Portanto, o foco passa a ser, no momento, nas atividades a distância, em vez das presenciais. O módulo de planejamento, coordenado por Regina Estima, já tem uma forte orientação nesse sentido e está adequado ao momento atual”, explica Catalani.


Mais sobre o Apoio Pedagógico Complementar