Acesse o e-book gratuito Manual de Libras para Ciências

-

Acesse o e-book gratuito Manual de Libras para Ciências

Publicado pela Editora da Universidade Federal do Piauí (EDUFPI), o livro busca auxiliar professores e profissionais de educação que atuam com alunos surdos
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

Com o objetivo de criar sinais para os termos de Ciências que não existem em Língua Brasileira de Sinais (Libras), a Editora da Universidade Federal do Piauí (EDUFPI) disponibilizou o livro Manual de Libras para Ciências – A célula e o corpo humano em formato e-book. A obra pode ser acessada gratuitamente pelo site da Editora.

Acesse o Manual de Libras para Ciências – A célula e o corpo humano

Capa do e-book Manual de Libras para Ciência - A célula e o corpo humano.
Capa do e-book Manual de Libras para Ciência – A célula e o corpo humano.

O e-book foi organizado pelos professores de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Piauí Jesus Rodrigues Lemos e Rosemary Meneses dos Santos, e por alunos egressos do curso, entre eles Bruno Iles e Taiane Maria de Oliveira. Também contou, na organização, com a parceria dos professores de Libras Ana Cristina de Assunção Xavier Ferreira Mário e Augusto Silva Sousa Júnior.

Voltado para profissionais de educação, o livro busca melhorar o ensino e a aprendizagem na Ciência de alunos com surdez. Ele é dividido em onze capítulos, que tratam sobre células, tecidos, músculos, ossos e os diferentes sistemas do corpo humano (circulatório, digestivo, nervoso etc).

Ilustração e fotos que fazem parte do e-book  Manual de Libras para Ciências: a célula e o corpo humano, da Editora da Universidade Federal do Piauí (EDUFPI).
Ilustração e fotos que fazem parte do Manual de Libras para Ciências: a célula e o corpo humano, da Editora da Universidade Federal do Piauí (EDUFPI)

“Quero destacar que este manual é de extrema importância não só para os surdos, mas também para os profissionais da educação, como os professores, os intérpretes e os instrutores de Libras. Vale lembrar que este manual também vai privilegiar outras áreas do conhecimento, tais como Medicina, Enfermagem, Psicologia, etc., áreas estas que também encontram carência de material sobre o assunto e que têm histórico de dificuldade em realizar atendimento à pessoa com surdez”, diz Liana Maria Menezes Galeno, no prefácio da obra.

Saiba mais sobre como garantir a educação inclusiva durante a pandemia

Veja também