E-book traz orientações práticas para apoiar escolas na reabertura

-

E-book traz orientações práticas para apoiar escolas na reabertura

Este é o segundo volume elaborado pelo CENPEC Educação para a série Nós da Escola, da Editora Moderna, e foca nos protocolos sanitários para o retorno às aulas presenciais
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

Muito tem-se falado sobre a volta às aulas presenciais nas escolas. Este processo, em meio à pandemia da Covid-19 que ainda segue fazendo vítimas, requer muito planejamento e adaptações e segue com datas incertas na maioria das cidades brasileiras.

Para ajudar a pensar esse plano de ação, do ponto de vista sanitário, a Editora Moderna disponibiliza o novo e-book A escola de um novo tempo: o retorno seguro. Elaborada pelo CENPEC Educação, a publicação está disponível para download gratuito, mediante o preenchimento de um formulário simples.

Faça o download gratuito do e-book: A escola de um novo tempo: o retorno seguro

“Nosso objetivo foi subsidiar os gestores das escolas com uma proposta de planejamento para a reabertura, a partir de normas e protocolos instituídos por órgãos oficiais de saúde. Com base nessas informações, a ideia é que possam fazer as adaptações necessárias e encontrar saídas de acordo com as suas singularidades e o seu contexto local, explica Juliana Gonçalves, responsável pela produção da cartilha pelo CENPEC Educação.


Desafios: elaborar e comunicar o plano de ação

A cartilha está dividida em três partes. A primeira engloba as informações que já temos sobre o vírus, do ponto de vista da saúde: o contexto do surgimento da doença, como ocorre a contaminação e transmissão da Covid-19 e os comportamentos e as rotinas necessários para diminuir os riscos de infecção.

Nesse processo de curadoria, a equipe compilou a indicação de fontes confiáveis e boas referências – que devem ser constantemente consultadas, já que novas informações sobre a doença estão sendo difundidas e toda a comunidade escolar precisa estar atenta a elas e entender como os protocolos são dinâmicos.

Na segunda e na terceira partes, são propostos dois desafios para os(as) gestores(as): elaborar o plano de ação para a volta às aulas presenciais, considerando as adaptações necessárias para o retorno seguro, e comunicá-lo.

São discutidas questões como as premissas necessárias para a organização desse plano e a importância de se ouvirem os professores, os alunos e toda a comunidade escolar para entender o contexto em que vivem e melhor adaptar os protocolos sanitários.

Juliana Gonçalves, Técnica de Programas e Projetos do CENPEC Educação

“Não é só o ambiente da escola que precisa estar bem cuidado, é entender, por exemplo, como os professores e os estudantes se deslocam até a escola, em que situação vivem. Essa escuta atenta é importante para adaptar o plano às especificidades da escola, criando, se necessário, protocolos complementares que considerem a realidade local.”

Juliana Gonçalves, responsável pela produção da cartilha pelo CENPEC Educação

Instrumentos práticos para fazer esse planejamento

As partes II e III da cartilha possuem ao final uma proposta de “Mão na Massa”, sessão em que são disponibilizados instrumentos práticos para apoiar os(as) gestores(as) no planejamento desse plano de ação.

“Um desses instrumentais é uma planta arquitetônica fictícia de uma escola. A ideia seria o gestor se basear na própria planta da sua escola para pensar a utilização desses espaços e no tipo de adaptação que ele precisa fazer, tanto em termos estruturais quanto de oferta de equipamentos de proteção individuais (EPIs)”, diz Juliana.

O documento está disponível como anexo no final do livro, para ser impresso e preenchido pelos(as) gestores(as).

modelo de planta escolar
“Mão na Massa”: Modelo de planta de escola, para gestores escolares pensarem em plano de utilização do espaço.

Para ela, porém, um dos grandes diferenciais do livro é a preocupação com a promoção e comunicação desse plano de ação entre os diferentes públicos envolvidos. Esse é o tema da parte III da cartilha, que traz estratégias de promoção juntos aos pais, professores, alunos etc.

A sessão “Mão na Massa” mostra referências de diferentes tipos de peças de comunicação (cards, infográficos, ilustrações, produções audiovisuais) utilizadas por fontes e instituições confiáveis.

“O foco foi pensar como conseguir mobilizar essa comunidade para colocar tudo isso em prática. Como falar de um assunto tão delicado com as crianças? Como as pessoas se corresponsabilizam para fazer com que esses novos protocolos e regras de convivência sejam efetivamente colocados em prática na escola? Daí trazermos diferentes exemplos para que o gestor possa utilizá-los ou para que crie os seus próprios materiais de comunicação.”

Juliana Gonçalves, responsável pela produção da cartilha pelo CENPEC Educação

O livro contou com a consultoria de Matheus Natal, biomédico especialista em epidemiologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP e em virologia pelo Hospital Sírio-Libanês, que revisou e subsidiou a produção com referências técnicas e bibliográficas.


Outros livros da série Nós da Escola

Este é o terceiro e último livro da Série Nós da Escola, da Editora Moderna. O primeiro volume trata do acolhimento a partir das competências socioemocionais, e foi desenvolvido por Telma Pantano e Cristiana Castanho de Almeida Rocca, ambas do Instituto de Psiquiatria Infantil do Hospital das Clínicas da USP. O segundo, também desenvolvido pelo CENPEC Educação, traz práticas pedagógicas no contexto da pandemia.

Conheça o e-book A escola de um novo tempo: práticas pedagógicas no contexto da pandemia


Veja também


Arte: Karine Oliveira