No ar, os desafios e o legado de Paulo Freire

-

No ar, os desafios e o legado de Paulo Freire

No Dia do Pedagogo, há pouco a ser comemorado, diz especial da TVT
Imprimir

Nesta segunda (20/05), comemorou-se o Dia Nacional do Pedagogo. Instituído pela Lei nº 13.083/2015, a data homenageia profissionais diretamente envolvidos na educação de crianças, adolescentes e jovens, mas a profissão ainda enfrenta muitas batalhas, como destaca o programa “Seu Jornal”, da TVT, com participação de Maria Amabile Mansutti, diretora de tecnologias educacionais do CENPEC Educação. Assista.

Para Amabile, no contexto atual, há pouco para ser comemorado: “[Considerando] toda a expectativa, todo o projeto que todo educador tem de levar a educação para a frente, não estamos vendo essas possibilidades com esse governo”.

Paulo Freire e a pedagogia

Paulo Freire, cujo legado tem sido posto em questão pelo governo de Jair Bolsonaro, foi lembrado por Maria Amabile Mansutti e por Daniel Cara, da Campanha Nacional pelo Direito à Educação.

“Paulo Freire foi o maior educador do Brasil, certamente o maior pensador da pedagogia no século XX (…). Foi um homem que criou uma pedagogia baseada na emancipação de mulheres e homens e que respeita tanto os educandos quanto os educadores”, diz Daniel Cara.

“O atual ministro da Educação, na sua posse, atribuiu muitos problemas hoje vividos pela educação a Paulo Freire, o que é (…) uma ideia absurda”, criticou Maria Amabile.

A diretora de tecnologias educacionais do CENPEC Educação também criticou o contingenciamento de recursos, anunciado recentemente pelo Ministério da Educação: “Há um PNE [Plano Nacional de Educação] a ser cumprido. Há o Fundeb, que termina em 2020: teria de se pensar como se vai custear a educação brasileira. O que foi feito anteriormente já deu alguns passos (…). Esse contingenciamento não está pensando nas ações que precisam ter continuidade”.

Por que o dia 20 de maio?

O Dia do Pedagogo foi proposto pelo deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO) por meio do Projeto de Lei nº 7.264/2010, já com a escolha do dia 20 de maio.

Em seu projeto, o deputado destacou que “a palavra ‘pedagogia’ tem origem na Grécia antiga, fundamentada na relação: adulto-criança. A compreensão do fenômeno educativo e sua intervenção educacional fez surgir um saber específico que modernamente conceitua-se como pedagogia”.

A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.”

Nelson Mandela

“O pedagogo atua no setor de educação, projetos e experiências educativas não escolares, em contextos escolares e não escolares como: empresarial, social, hospitalar e outros, de acordo com o desenvolvimento social, o que o diferencia do professor especialista na área de atuação (…). Pelo exposto, pedimos a aprovação deste Projeto de lei, que certamente será de grande importância para o conhecimento do trabalho e valorização dos pedagogos na sociedade brasileira”, continua o texto.

Após tramitar na Câmara e no Senado, o projeto transformou-se em lei, sancionada pela então presidente Dilma Rousseff.