Poesia slam: literatura e resistência em live nesta quinta (17/09), às 16h

-

Poesia slam: literatura e resistência em live nesta quinta (17/09), às 16h

Evento on-line realizado pelo Programa Escrevendo o Futuro tem participação de organizadoras do Sarau do Capão, para discutir o papel da poesia nesse momento de distanciamento social
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

Uma pausa, ou um respiro nesse momento cheio de desafios. É com esse objetivo, de mostrar o potencial da literatura para aproximar as pessoas e tornar o distanciamento social menos sofrido, que o Programa Escrevendo o Futuro promove uma live com as poetas e slammers Jéssica Campos e Tawane Teodoro, nesta quinta-feira (dia 17/09), às 16h.

Acompanhe pelo canal no YouTube ou na página no Facebook do Programa Escrevendo o Futuro, ou assista abaixo.

Slammers são as pessoas que participam dos slams, competições em que poetas recitam suas próprias criações, mais conhecidas como batalhas de poesia. Esse tipo de manifestação poética está presente em todo o Brasil, e tem feito sucesso entre as juventudes e até mesmo dentro da escola.

Jéssica e Tawane são organizadoras do Sarau do Capão, e vão falar sobre suas trajetórias poéticas dentro do movimento do slam e fazer poesia ao vivo.

Alana Queiroz

Além de ser uma forma de expressão e criação dos jovens, o movimento slam tem um papel importante em democratizar a literatura no Brasil. A sua valorização reescreve o fazer poesia, retoma a cultura e a identidade social como diferentes métodos de assumir o protagonismo dos diversos discursos presentes nas periferias e nas escolas, reformula a perspectiva de letramento fora do eixo acadêmico/escolar e ressalta novos desafios para os educadores, que podem ver, nessa prática, uma nova didática do fazer, do criar e encarar o difícil desafio de ensinar a ler e viver a literatura.”

Alana Queiroz, da equipe do Programa Escrevendo o Futuro pelo CENPEC Educação

A live conta com intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais) e a mediação será de Alana Queiroz, da equipe do Programa.

O Programa Escrevendo o Futuro é uma iniciativa da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do CENPEC Educação, que contribui para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas de todo o país. Entre as ações desenvolvidas, estão a formação a distância para educadores, a disponibilização de materiais, metodologias e outros subsídios para aprimorar e inovar no ensino de Língua Portuguesa e a realização de um concurso de textos, a Olimpíada de Língua Portuguesa, que premia estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

Conheça o Slam das Minas nesta matéria no Blog Literatura em Movimento


Veja também


Arte: Karine Oliveira