P.MC: o hip-hop na educação

-

P.MC: o hip-hop na educação

Ouça a entrevista com o educador e rapper P.MC. Matéria publicada originalmente em 2013 na Plataforma do Letramento
Imprimir

José Paulo, 47, mais conhecido como P.MC ou Mestre P, é MC (mestre de cerimônias no hip-hop) e arte-educador. Trabalhando com crianças e adolescentes em desde os anos 1990, atuou no Projeto Educação com Arte, parceria entre o CENPEC e a Fundação CASA, em São Paulo. Sua trajetória na educação, no entanto, começou antes, na década de 1980, momento em que se construíram as bases do hip-hop nacional.

Natural de Juiz de Fora (MG), Pê era bom aluno, principalmente em Língua Portuguesa. Gostava da escola, mas sua paixão sempre foi a música. Desde menino se empolgava com as batucadas de escolas de samba, os cantos de Folia de Reis, as rodas de calango mineiro, entre outras manifestações culturais de nosso país.

Nos anos 1980, Pê e seu amigo de infância Vander descobriram o movimento hip-hop. E foi assim que Vander virou DJ Dehco Wanlu e José Paulo se tornou P.MC (ou Mestre Pê). Após diversas experimentações nesse universo, Pê voltou a estudar, o que o levou a concluir a graduação em Pedagogia.

Na faculdade, o artista teve a ideia de utilizar o rap (sigla para “ritmo e poesia”, em inglês) – um dos elementos constitutivos do movimento – no ensino-aprendizagem da leitura e da escrita em escolas. Dessa maneira, ao lado de Vander, Pê criou o Pé de Palavra, projeto em que trabalha a linguagem do hip-hop com crianças e adolescentes de escolas públicas da cidade de São Paulo. 

Nesta entrevista, José Paulo fala sobre o hip-hop, como ele surgiu, qual a relação do movimento com a escola e como o rap estimula o gosto pela leitura e pela escrita em crianças e adolescentes. 

Ouça abaixo a entrevista com o arte-educador:

Primeiro bloco – entrevista com P.MC
Segundo bloco – entrevista com P.MC

Ouça uma das faixas do CD-livro Pé de palavra:

Canção Pé de palavra.

Acesse o canal Pé de Palavra no Youtube.