"Memórias Literárias", agora com Especiais por Gênero

-

“Memórias Literárias”, agora com Especiais por Gênero

Primeira página da série Especiais por Gênero sobre memórias literárias é lançada como mais uma ferramenta aos participantes da Olimpíada de Língua Portuguesa
Imprimir

Por Suzana Camargo

Proporcionar aos professores ferramentas que possam somar à sua formação pedagógica é uma das premissas do programa Escrevendo o Futuro, e por consequência, da Olimpíada de Língua Portuguesa.

É pensando nisso que a equipe pedagógica que organiza o concurso lança os Especiais por Gênero, páginas específicas sobre as cinco categorias ou gêneros literários trabalhados na Olimpíada: poema, memórias literárias, crônica, documentário e artigo de opinião. Ao se inscreverem no concurso, os participantes precisam escolher um deles.

Com conteúdo intitulado “Da entrevista ao texto e memórias literárias”, a primeira página da série chama a atenção dos educadores, apontando que, no caderno Memórias Literárias, eles encontrarão orientações preciosas para planejar e executar essa etapa da competição.

A página possui uma seleção de outros materiais para aprofundar a reflexão e inspirar o trabalho com os estudantes, como vídeos que narram trecho das histórias de Dona Pequenita e de Izabel Mendes da Cunha, ambas entrevistadas para o projeto Memórias dos Brasileiros, do Museu da Pessoa – museu virtual e colaborativo de histórias de vida, fundado em São Paulo nos anos 1990.

“No especial de memórias literárias, os professores e professoras vão encontrar propostas de atividades com objetos e espaços de memória e história, além de conteúdos sobre o coração do trabalho com esse gênero, como a entrevista”, esclarece Esdras Soares, da equipe técnica do programa.

Memórias de artista

Outro conteúdo disponibilizado na página sobre memórias literárias é a entrevista com o artista cearense Stênio Diniz, realizada por estudantes que participaram das oficinas regionais da Olimpíada, no ano de 2016, em Fortaleza (CE).

Para fazer a entrevista, os alunos passaram por todas as etapas de preparação, da pesquisa ao roteiro, e após entrevistarem o artista, escreveram um texto de memórias literárias – mais um registro incluído na página para “emocionar e engajar professores e estudantes”, como sublinha Esdras.

Museus

Complementando a página, links para espaços culturais que guardam memórias literárias e do mundo das artes, tais como: Museu Nacional, Museu Casa de Portinari e Pinacoteca de São Paulo, além de exposições virtuais.

Artigos

Artigos das autoras Mônica Serafim (O passado ressignificado) e Beth Marcuschi (A escrita do gênero memórias literárias no espaço escolar: desafios e possibilidades) são citados como sugestões de leitura aos visitantes da página.

O site sobre o gênero memórias literárias tem acesso aberto a qualquer pessoa que queira conhecer melhor esse gênero e aproveitar um conteúdo rico em informações e saber.

Ferramentas formativas

Um dos responsáveis pela curadoria da nova página, Esdras Soares explica que os Especiais por Gênero foram pensados como forma de aprofundar, ampliar e complementar as atividades propostas nos Cadernos do Professor, uma das ferramentas formativas disponibilizadas para os docentes trabalharem junto a suas turmas. Aguardem os próximos gêneros.

Conheça a página