Igualdade de gênero e equidade racial na educação básica

-

Igualdade de gênero e equidade racial na educação básica

Conheça os artigos científicos e as experiências selecionadas em dois editais de organizações da sociedade civil que tratam desses importantes temas
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

Apesar de uma agenda de retrocessos que prevalece no atual governo, há muitas experiências de resistência sendo realizadas por educadoras e educadores da educação básica Brasil afora. Enquanto movimentos como o Escola sem Partido buscam impedir a discussão de gênero nas escolas, professoras garantem que suas(seus) estudantes tenham acesso a bonecas diversas, pratiquem as mais diversas danças, reconheçam a divisão de trabalho doméstico desigual e por aí vai. 

Algumas dessas experiências e pesquisas ganharam mais visibilidade ao serem selecionadas por dois editais de organizações da sociedade civil, lançados em 2020, cujos resultados foram divulgados este ano. 


Igualdade de gênero

O edital Igualdade de Gênero na Educação Básica, promovido pelo projeto Gênero e Educação da Ação Educativa, com apoio do Fundo Malala, focou, em sua segunda edição, em compartilhar propostas de promoção da igualdade de gênero para educação infantil e para a educação de jovens e adultos.

As propostas selecionadas foram divulgadas em uma cerimônia de reconhecimento público, realizada no dia 5/4, de forma on-line. O evento contou com falas de especialistas que participaram da banca de seleção das propostas.

Confira abaixo: 

Todas as propostas selecionadas compõem um banco de planos de aula no site do projeto Gênero e Educação. É possível acessar e baixar o conteúdo, que abrange da creche ao ensino médio, gratuitamente.

Acesse aqui o Banco de planos de aulas do Edital Igualdade de Gênero na Educação Básica


Equidade racial

Já o edital Equidade Racial na Educação Básica, promovido pelo CEERT (Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades) em parceria com outras instituições, buscou identificar e apoiar pesquisas aplicadas e artigos que tivessem como objetivo a construção da equidade racial nas escolas brasileiras

Dos 863 estudos e 605 projetos inscritos, foram selecionados 9 artigos científicos e 15 projetos de pesquisa, a maioria escritos por pesquisadoras negras. É possível conhecer todos eles no site oficial do edital, por meio de vídeos em que as(os) autoras(es) explicam suas produções. 

Acesse o site do edital Equidade racial na educação básica

Os artigos científicos também compõem a publicação Equidade racial na educação básica, disponível para download gratuito. 

Na introdução da publicação, assinada por representantes das instituições promotoras do edital, o objetivo do edital é evidenciado como uma forma de combater as desigualdades étnico-raciais na educação:

Entendemos que ainda há muito a percorrer para que tenhamos uma sociedade mais justa e igualitária e que as soluções virão por meio de ações desenvolvidas por atores pertencentes a diferentes esferas da sociedade. Esperamos, assim, que essa iniciativa seja somada ao conhecimento acumulado já existente e também sirva de estímulo a novos debates e estudos que nos ajudem a compreender os desafios do país.”

Conheça seis práticas de educação antirracista no Brasil


Veja também