No embalo do hip hop e do graffiti

-

No embalo do hip hop e do graffiti

Duas webséries exaltam as artes de rua na capital paulista, com entrevistas com personagens importantes desse cenário
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

“Todos os caminhos levam a São Bento” é o título do primeiro episódio da série audiovisual Segredos, que faz um panorama do hip hop em São Paulo. O nome não poderia ser outro – afinal, essa estação de metrô é considerada o berço do movimento na capital paulista, no início dos anos 1980.

Quem conduz o espectador nessa viagem histórica e as entrevistas com expoentes desse movimento cultural de rua é a dupla de grafiteiros Gustavo e Otávio Pandolfo – mais conhecidos como OSGEMEOS. O cenário simula um vagão de metrô, e foi construída pelos próprios artistas em seu ateliê. 

Entre os convidados, estão artistas nacionais e internacionais, entre eles(as) DJ’s (como Erick Jay, KL Jay e Lisa Bueno), dançarinos de break (como Alam Beat, B-Girl Fabi Girl, Nelson Triunfo), grafiteiros (Binho, Gueto, Doze Green, Soberana Ziza, Venus) e MC’s (Thaíde, Ice Blue, Jack etc.).

OSGEMEOS. Segredos, episódio 1.

Foram OSGEMEOS que idealizaram essa série documental de quatro episódios, cuja produção é da Pinacoteca de São Paulo. Os vídeos fazem parte das ações da exposição OSGEMEOS: Segredos, em cartaz no museu até dia 9 de agosto. Além de explorar mais a cena do hip hop a partir da vida dos artistas, a série busca incentivar jovens brasileiros(as) a conhecer e valorizar as manifestações artísticas de rua. OSGEMEOS, que cresceram no bairro Cambuci, em São Paulo, foram muito influenciados pelo hip hop desde crianças. 

Cada um dos episódios tem cerca de 20 minutos e estão sendo lançados todas as quintas-feiras às 20h no canal do YouTube da Pinacoteca. O primeiro e o segundo episódio já estão disponíveis. 

OSGEMEOS. Segredos, episódio 2.

Confira aqui os materiais educativos da exposição OSGEMEOS: Segredos


Websérie Dia do Graffiti

OSGEMEOS são apenas um dos diversos artistas de rua talentosos da cidade de São Paulo. Quem quer conhecer mais sobre os(as) grafiteiros(as) paulistanos pode acompanhar a websérie “Dia do Graffiti”, que conta a trajetória dessa expressão artística na cidade. 

A produção é da Ação Educativa, organização que celebra a data no dia 27 de março todo ano, desde 2004, promovendo uma série de atividades culturais e disponibilizando a fachada de sua sede para uma intervenção feita por diversos artistas e coletivos. 

A websérie de 3 episódios é resultado das ações realizadas este ano para comemorar a data, trazendo os bastidores do processo de concepção das obras e depoimentos dos(as) artistas urbanos(as) e periféricos(as) participantes – como Celso Gitahy, Manulo, do coletivo Arte e Cultura na Kebrada, e Mauro Neri – outras pessoas envolvidas na ação.

Os vídeos estão sendo disponibilizados no canal da Ação Educativa no Youtube e tem cerca de 8 minutos. 

Assista abaixo o primeiro episódio:

Ação Educativa. Dia do Graffiti, episódio 1.

Veja também