Geni Guimarães: um conto sobre uma menina que tinha medo de professora preta

-

Geni Guimarães: um conto sobre uma menina que tinha medo de professora preta

Leia o conto completo “Força flutuante”, do livro “Leite do peito: contos”, no blog do Programa Escrevendo o Futuro
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

O sinal de entrada da escola toca e uma recém-contratada professora substituta de 1a série, já sob julgo de mães e da diretora desconfiadas da sua competência e formação para ensinar, se depara com uma de suas aluninhas choramingando à porta da sua sala, que diz quando ela se aproxima: “Eu tenho medo de professora preta”. 

É esse o pontapé do conto “Força flutuante” de Geni Guimarães, que está disponível na íntegra no blog do Programa Escrevendo o Futuro. A reprodução, cedida pela escritora, faz parte do especial Geni Guimarães, que disseca a vida e obra da homenageada da edição deste ano da Olimpíada de Língua Portuguesa (iniciativa do Itaú Social com coordenação técnica do Cenpec Educação).

Leia o conto completo

O conto faz parte da obra Leite do peito: contos, cujos textos foram escritos a partir das memórias da autora, e que depois viria a se tornar A cor da ternura – livro que recebeu o prêmio Adolfo Aizen e o Jabuti, maior premiação literária brasileira. Os contos tratam de causos e acontecimentos de uma mulher negra em formação, que lida com o sonho de ser professora, os preconceitos, o amor à família, as dificuldades financeiras etc.

Justiça de Saia » A incrível história de Geni Guimarães, escritora  homenageada na Balada Literária
Foto: arquivo Cenpec

Nascida no município de São Manuel (SP) em 8 de setembro de 1947, Geni Mariano Guimarães quis ser professora desde pequena, inspirada pelo pai. Ela atuou 28 anos como docente na rede estadual de São Paulo, passando por diversos municípios do estado, como Barueri e Embu das Artes. A sua carreira literária teve início com publicações em jornais no interior paulista, onde envolveu-se com questões socioculturais do campo e começou sua reflexão em torno da literatura negra. Geni escreveu vários livros, publicou na série Cadernos Negros e participou de algumas antologias. 

Além de detalhes sobre a sua vida, o especial da Olimpíada de Língua Portuguesa traz fotos de familiares, escritos e trechos de poemas e em vídeo de entrevistas com Geni. Ao final, é possível ver depoimentos de pessoas que declamam a importância da escritora e a sua influência, sendo ela considerada uma das mais importantes personalidades da literatura afro-brasileira.

Saiba mais sobre o especial da Geni Guimarães


Veja também