Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic) promove equidade

-

Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic) promove equidade

CENPEC. Boletim Educação&Equidade n. 2. São Paulo, ago. 2016. Pesquisa Equidade e políticas de melhoria da qualidade da educação: o caso do Ceará
Imprimir

No Ceará, de 2007 até 2011, os indicadores educacionais apontam o aumento do desempenho em língua portuguesa dos alunos da primeira etapa do Ensino Fundamental, pobres ou não.

O Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic), cujo foco é alfabetizar todos os alunos até os 7 anos de idade, pode ser apontado como um dos responsáveis por essa mudança.

A pesquisa feita pelo CENPEC Educação aponta a importância de ações adotadas pelo programa voltadas à promoção da equidade escolar para todos os alunos, independentemente da situação de origem, atingem níveis adequados de resultados, entre eles a aprendizagem em Língua Portuguesa. Saiba mais na publicação a seguir.

ACESSE O BOLETIM EDUCAÇÃO&EQUIDADE

CENPEC. Boletim Educação&Equidade n. 2. São Paulo, ago. 2016.



Esta publicação é um dos produtos da pesquisa Equidade e políticas de melhoria da qualidade da educação: o caso do Ceará
Período de realização: 2012-2016
Parceiro: Fundação Tide Setubal

Ementa
A pesquisa consistiu na investigação de se e como as políticas educacionais implantadas no estado Ceará explicam a evolução dos principais indicadores que refletem a qualidade e a equidade na educação no ensino fundamental. Para tanto, foi eleita a política promovida por meio do Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic). Conceituou-se equidade como uma situação em que todos os alunos, independentemente de sua situação de origem, atingem níveis apropriados de resultado em avaliações externas.

Verificou-se que o Paic aumentou a proporção de alunos que atingem a proficiência apropriada em Língua Portuguesa, em especial em escolas cuja maioria dos alunos é pobre, melhorando, assim, a equidade educacional no estado. Em relação à análise da política, concluiu-se que o Paic apresenta componentes alinhados com princípios de justiça que se ajustam ao objetivo de equidade na escola de educação básica.


Veja também:

Entrevista com Márcia Campos: estado e municípios pela erradicação do analfabetismo no Ceará (2014)