Currículo, território e diversidade cultural

-

Currículo, território e diversidade cultural

CADERNOS CENPEC. Formação de professores, São Paulo, v. 7, n. 1, 2017
Imprimir

Nesta edição, a publicação periódica Cadernos CENPEC, ao contrário do que ocorre comumente, não traz um especial temático. Desta vez, a revista gira em torno de temas diversos com resultados de estudos empíricos relacionados à educação.

Clique aqui para acessar os Cadernos CENPEC v. 7, n. 1 (2017)

CADERNOS CENPEC, São Paulo, v. 7, n. 1, 2017. Disponível em: http://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/view/376/373. Acesso em: 12 jul. 2019.

Cinco artigos compõem a edição. O primeiro, “Centralização e padronização dos currículos: posições e tomadas de posição”, de Antônio Augusto Gomes Batista, Rosário Silvana Genta Lugli e Vanda Mendes Ribeiro traz os frutos da pesquisa realizada em 2014 pelo CENPEC sobre as tomadas de posição de 102 sujeitos atuantes em diversos setores relacionados à educação sobre centralização e padronização curricular no país.

Em “Família, escola, território vulnerável”, também resultante de pesquisa desenvolvida pelo Cenpec, Antônio Augusto Gomes Batista, Hamilton Harley de Carvalho-Silva e Luciana Alves procuram compreender como famílias residentes em territórios vulneráveis se relacionam com a escolarização de seus filhos.

Já em “Conhecimento científico e tecnológico dos povos africanos: estratégia de resistência à tradição seletiva no ensino de ciências”,
Marlene Oliveira de Brito e Vitor Machado investigam possibilidades de inclusão da história e culturas africanas e afro-brasileiras no ensino de ciências.

Karla Del Carpio-Ovando assina “Los niños del pueblo originario en el sureste mexicano y la educación intercultural bilingüe”. A autora discute as concepções de programas bilíngues implementados em regiões habitadas por povos indígenas no México, assim como as consequências dos programas para as línguas e culturas desses povos.

Em “Programa Mais Educação e PNE: o representativo caso de Minas Gerais”, Bárbara Bruna Moreira Ramalho, Lúcia Helena Alvarez Leite e Mariana Marilack Gomes buscam retratar a incidência do Programa Mais Educação nas escolas públicas de ensino fundamental do estado de Minas Gerais. A análise leva em conta a meta do Plano Nacional de Educação (PNE 2014-2024) de atendimento de 50% das escolas públicas e de 25% de seus estudantes em tempo integral no Brasil.

A publicação traz também a tradução do artigo “A carreira do professor da rede pública de Chicago”, de Howard S. Becker, publicado em 1952. Referência nas pesquisas do CENPEC sobre desigualdades socioespaciais , o texto examina as movimentações “horizontais” nas carreiras de professores de Chicago. O autor aponta duas tendências nessas movimentações: a mudança de escolas de classe baixa para escolas de classe mais alta; e a adaptação aos problemas das instituições onde começaram suas carreiras.

O entrevistado deste número da revista é Antônio Gomes Batista, responsável pela concepção e implementação da Coordenação de Desenvolvimento de Pesquisas do CENPEC, em 2011, assim como DA reformulação desses Cadernos, no mesmo ano, quando adotou o sistema de revisão por pares e passou a ser uma publicação on-line, de acesso livre. Entre outros assuntos, o especialista trata das investigações sobre desigualdades socioespaciais e as especificidades de realizar pesquisa em uma organização da sociedade civil.


Cadernos CENPEC

Criada em 2006, a revista Cadernos CENPEC é destinada a pesquisadores e educadores, gestores e atores da sociedade civil organizada em favor da educação pública. Sua frequência é bianual. 

Em 2011, a revista passou a adotar o sistema de revisão por pares e tornou-se uma publicação on-line, com livre acesso, circulação e discussão de trabalhos publicados. 

O objetivo dos Cadernos CENPEC é fomentar a articulação entre ação educativa e pesquisa, por meio do debate de questões teóricas, resultados de estudos empíricos, bem como de princípios que orientem metodologias de intervenção na realidade educacional, no campo das políticas públicas, de programas ou de práticas educativas.