Prêmio Respostas para o Amanhã comemora bons resultados

-

Prêmio Respostas para o Amanhã comemora bons resultados

Iniciativa da Samsung, o Prêmio Respostas para o Amanhã prepara os próximos passos em direção ao futuro
Imprimir

Por José Alves e Isabella Vianna

O Prêmio Respostas para o Amanhã encerrou inscrições em 24 de junho com um balanço que trouxe resultados expressivos. Foram 919 projetos inscritos, sendo 590 válidos, o maior número de projetos adequados da história da premiação.

Outra boa notícia é a fidelização de docentes que participaram de edições anteriores, que se inscreveram na atual. Um fato a ser ressaltado é que todos os estados brasileiros e o Distrito Federal tiveram escolas e turmas inscritas no Prêmio.

Iniciativa da Samsung, a 6ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, em 2019, incentiva jovens a pensarem e desenvolverem projetos nas áreas das Ciências da Natureza e da Matemática, a partir da abordagem STEM (em inglês, Science, Technology, Engineering and Mathematics – Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática).

Números expressivos das edições anteriores

Desde a sua primeira edição, em 2014, o Prêmio contabilizou aproximadamente 5,7 mil inscrições e 18 mil projetos elaborados em mais de 4 mil escolas. A coordenação geral é realizada pelo CENPEC Educação.

Em seis edições, participaram do Respostas para o Amanhã, 10,2 mil professores e 153 mil estudantes. A iniciativa conta com a parceria da Representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO no Brasil), da Rede Latino-Americana pela Educação (Reduca) e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), além do apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

STEM com foco nas soluções reais

A abordagem STEM, segundo a professora Mariana Lorenzin, em entrevista ao portal CENPEC Educação, é um caminho para o ensino de Ciências, a partir da realização de projetos. Ela também enfatiza a integração entre as áreas das Ciências Naturais, Tecnologias, Engenharias e Matemática, o trabalho em grupo e a colaboração entre estudantes. A especialista explicita que o STEM tem como proposta estimular a aprendizagem e o interesse por esses campos do saber por meio da busca de soluções para problemas reais.

Desde 2014, o Prêmio objetiva ações de protagonismo juvenil para desvendar questões do nosso tempo. Rubia Camaratiba, técnica de projetos do CENPEC Educação, ressalta que propor soluções para problemas reais, identificados na comunidade, na escola, ou até mesmo no âmbito global, faz com que os estudantes pensem sobre temas contemporâneos.

Desenvolver uma horta ou recompor uma mata ciliar, por exemplo, são ações que podem envolver a abordagem STEM para formular seus projetos, explica Camaratiba.

“A semente foi plantada: muitos professores que participaram de outros anos se inscreveram novamente nesta 6ª edição, com turmas e projetos diferentes. O que prova que o STEM foi bem aceito”, afirma a técnica.

Rubia ressalta que o Prêmio semeia projetos de cunho educativo e valoriza principalmente propostas de conhecimento aplicado. O desafio é justamente relacionar os conteúdos curriculares aprendidos em sala de aula com questões reais direcionadas para a sociedade, explica. “Não é só uma prática educativa ou um método pedagógico, é um laboratório com aula prática para resolver um problema real”, conclui.


Curso on-line Aprender por projetos

Professores orientadores das áreas das Ciências da Natureza e/ou da Matemática têm acesso ao curso Aprender por Projetos, que oferece capacitação para aplicar a abordagem STEM.

O curso auto formativo está com inscrições abertas e é oferecido na modalidade a distância.

Inscreva-se no curso

Dividido em 06 módulos, traz atividades e conteúdos em texto, vídeo, hipertexto e interatividade por meio de fórum. A formação é realizada pela Diretoria de Tecnologias Educacionais (DTE) do CENPEC Educação, com a produção do ambiente virtual de aprendizagem a cargo da Diretoria de Difusão e Mídias (DDM).


Os próximos passos do Respostas para o Amanhã


O próximo passo do Prêmio é o detalhamento dos projetos válidos, ou seja, aqueles de acordo com os critérios de avaliação da premiação. Serão 20 semifinalistas divulgados no dia 1º de agosto, no ambiente virtual da Sansung. Eles têm prazo até 16 de agosto para o detalhamento das ações dos seus projetos. A fase seguinte do Respostas para o Amanhã contempla os 10 projetos classificados.

Dos 10 selecionados neste momento, 03 projetos serão anunciados como os finalistas nacionais. Além de uma cerimônia de premiação nos locais dos projetos classificados, os estudantes e professores contarão com uma mentoria técnica para fomentar as etapas dos projetos. Esta orientação personalizada será realizada por parceiros regionais do CENPEC Educação.