Prêmio Respostas para o Amanhã apresenta seus 20 semifinalistas

-

Prêmio Respostas para o Amanhã apresenta seus 20 semifinalistas

Etapa destaca representatividade de todas as regiões do País e diversidade de temas entre os selecionados
Imprimir

Por Suzana Camargo

Os 20 projetos semifinalistas que concorrem à 6ª edição do Respostas para o Amanhã foram divulgados pela equipe técnica no site oficial do Prêmio. A criatividade expressa na variedade de temas e a abrangência da participação entre os projetos selecionados foram os destaques da etapa, com escolas de todas as cinco regiões brasileiras.

“Os 20 projetos semifinalistas mostram-nos como é possível produzir conhecimento científico de qualidade em diferentes modalidades de ensino. Temos projetos produzidos por estudantes do Ensino Médio regular, integral e integrado ao técnico, em escolas urbanas e rurais de diferentes lugares do País”, comenta a diretora-executiva do CENPEC Educação, Mônica Gardelli Franco.

Mônica Gardelli Franco.

A diversidade de temáticas das propostas também reflete a diversidade do Brasil e dos desafios de cada território.”

Mônica Gardelli Franco

Abordagem STEM: soluções para o amanhã

Iniciativa da Samsung, com coordenação geral do CENPEC Educação, o Prêmio Respostas para o Amanhã identifica, desde 2014, soluções criativas relevantes para uma sociedade mais sustentável.

Até agora, somadas todas as edições, o Prêmio contabiliza mais de 5,7 mil inscrições, 18 mil projetos e mais de 4 mil escolas participantes, com 10,2 mil professores e 153 mil estudantes. Somente nesta edição, foram 919 projetos inscritos e 590 válidos, com participação de escolas e turmas de todas as 27 unidades da federação (estados e Distrito Federal).

A edição de 2019, em especial, tem como objetivo incentivar estudantes do Ensino Médio de escolas públicas a pensarem e desenvolverem projetos a partir da abordagem STEM (sigla em inglês para ciência, tecnologia, engenharia e matemática). Os projetos devem ser desenvolvidos por equipes de cinco a 15 estudantes.

Até o dia 16 de agosto, os 20 semifinalistas devem efetuar o detalhamento de seus projetos, dentro dos critérios de avaliação do Prêmio. A proposta é diagnosticar problemas reais existentes nas comunidades em que os estudantes vivem e apresentar respostas que melhorem a qualidade de vida das pessoas, sob orientação de professores que atuem nas áreas das ciências da natureza e da matemática e suas tecnologias.

“Dentro da abordagem STEM, a expectativa é que os estudantes escolham uma questão e efetuem uma investigação científica sobre ela, articulando questões além das disciplinas orientadoras, mas que busquem também, no campo da engenharia e na matemática, por exemplo, conteúdos que possam ser agregados”, esclarece a coordenadora do Prêmio no CENPEC Educação, Ana Cecília Chaves Arruda.

Ana Cecília Chaves Arruda.

Os estudantes precisam ater-se ao aspecto interdisciplinar do desenvolvimento do projeto.”

Ana Cecília Chaves Arruda

Próximas etapas

  • 28 de agosto – escolha de 10 projetos finalistas entre os 20 agora selecionados, por um comitê de especialistas;
  • 29 de agosto a 19 de setembro – produção e publicação de vídeos dos 10 projetos finalistas;
  • 23 a 29 de setembro – votação pelo júri popular, por meio do site do Prêmio Respostas para o Amanhã, dos 10 finalistas. Na ocasião, serão escolhidos três vencedores pelo júri;
  • 30 de setembro – Seleção de três projetos vencedores nacionais pela banca julgadora do Prêmio, também entre os 10 finalistas. A equipe mais bem classificada será convidada a apresentar o projeto na etapa regional, em São Paulo, com os vencedores dos demais países da América Latina.

Conheça os semifinalistas por região

SUL

• CEDUP Abílio Paulo
Eletrocardiograma de baixo custo baseado na plataforma microcontrolada arduíno
Criciúma (SC)

• IEE Guilherme Clemente Koehler
Fabricação de pavimentos intertravados utilizando resíduos da reciclagem de postes de concreto em substituição parcial do agregado miúdo (areia)
Ijuí (RS)

SUDESTE

• EE Angelo Scarabucci
Proteção dos pés para a cabeça: reutilização de resíduos produzidos na indústria calçadista na produção de um capacete sustentável para ciclistas
Franca (SP)

• EE Professor Sebastião de Oliveira Rocha
Estudo de óleos essenciais que possuam propriedades antifúngicas, antibacterianas e repelente
São Carlos (SP)

• ETEC Polivalente de Americana
Reupilhagem: recuperação e reciclagem dos componentes de pilhas alcalinas
Americana (SP)

• CEFET-RJ – Unidade Maracanã
BioArm
Rio de Janeiro (RJ)

CENTRO-OESTE

• Colégio Estadual Dom Veloso
Engenharia sustentável: uso de resíduos na fabricação de tijolos ecológicos
Itumbiara (GO)

NORTE

• Escola Estadual Nossa Senhora de Nazaré
Transformação das escamas de peixe em fibras algodonosas com aplicabilidades nas áreas da saúde e industrial, com sustentabilidade
Manacapuru (AM)

• Escola Estadual Profª Maria das Dores Brasil
Biolarvicida:
Senna alata l. no combate às larvas dos mosquitos Aedes aegypti, Culex quinquefasciatus
Boa Vista (RR)

• IFPA – Campus Belém
Construção de banco de filtração de água de rio em 3 estágios fabricado em cerâmica extrativa e carvão ativado oriundo de caroço de açaí
Belém (PA)

• EEEM Rui Barbosa
Uso de resíduos de peixe na agricultura familiar no município de Tucuruí-PA
Tucuruí (PA)

NORDESTE

• Centro de Ensino de Tempo Integral Poeta Antônio José
Empreendedorismo sustentável: produção de folhas esqueletizadas para confecção de biojóias na comunidade do Jardim Brasília Santa Inês-MA
Santa Inês (MA)

• EE Centro Estadual de Educação Profissional do Campo Milton Santos
Banana verde: uma alternativa para reduzir o uso e o descarte do plástico convencional na natureza
Arataca (BA)

• EEM Ronaldo Caminha Barbosa
AGRI+: combatendo a escassez de água e melhorando a agricultura com polímeros sustentáveis
Cascavel (CE)

• Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral Tristão de Barros
Cocopack
Currais Novos (RN)

• EEEP Guilherme Teles Gouveia
Filtro Biorremediador: Utilização de microrganismos eficientes (EM’S) no beneficiamento de águas residuais em comunidades sem saneamento básico
Granja (CE)

• Escola de Referência em Ensino Médio Odorico Melo
Potencial de clarificação e potabilizaçãode água em estação móvel de tratamento de água com sementes de Moringa oleifera Lam, como agente coagulante
Parnamirim (PE)

• EEMTI Marconi Coelho Reis
Desenvolvimento de biofilme a partir da Psidium guajava para aplicações diversas
Cascavel (CE)

• IFPI – Campus Campo Maior
Assento móvel de acessibilidade para o passageiro com limitações de movimentos das pernas em automóveis de pequeno e médio porte
Campo Maior (PI)

• IFPI – Campus Teresina Central
Ben Hero: incluindo e reabilitando de forma lúdica!
Teresina (PI)

Premiação

  • Projetos semifinalistas: cada professor orientador e até dois professores parceiros dos 20 projetos semifinalistas serão contemplados com um tablet Samsung.
  • Projetos finalistas: Cada uma das escolas dos 10 projetos finalistas será contemplada com uma televisão Samsung 55” e um notebook Samsung.
  • Vencedores nacionais: 1º lugar: cada aluno da equipe vencedora será contemplado com um smartphone Samsung. O professor orientador e cinco estudantes representantes do projeto vencedor em primeiro lugar também serão contemplados com uma viagem para São Paulo, no mês de novembro de 2019, para participação no Prêmio Respostas para o Amanhã América Latina. 2º lugar: um notebook Samsung para cada um dos alunos da equipe vencedora. 3º lugar: um tablet Samsung para cada um dos alunos da equipe vencedora.
  • Vencedores na categoria Júri Popular: Os três projetos escolhidos por votação do público receberão um troféu de reconhecimento.

Foto de destaque: Comissão Técnica do Prêmio Respostas para o Amanhã, para seleção dos semifinalistas (6ª edição – 2019). Foto: Reprodução. | Foto – Mônica Gardelli Franco: Acervo CENPEC Educação. | Foto – Ana Cecília Chaves Arruda: Reprodução/CAPES TV.