“Leitura vai, escrita vem” e “Nas tramas do texto”: inscrições abertas

-

“Leitura vai, escrita vem” e “Nas tramas do texto”: inscrições abertas

Escrevendo o Futuro abre hoje (13.4) inscrições para cursos autoformativos sobre práticas de leitura e produção textual. Participação é gratuita e on-line
Imprimir

Estão abertas as inscrições para as novas turmas dos cursos Leitura vai, escrita vem: práticas em sala de aula e Nas tramas do texto, desenvolvidos pelo Programa Escrevendo o Futuro, responsável pela Olimpíada de Língua Portuguesa.

Gratuitos, on-line e autoformativos (sem mediação), os cursos foram elaborados com base em questões trazidas por professores e professoras que lecionam leitura e produção textual na educação básica. As inscrições devem ser realizadas no portal do programa.


Para obter mais informações e inscrever-se, acesse o Portal Escrevendo o Futuro.

ícone Sinal, farol, acces point Livre de Technology 1

Fique atento(a): é necessário fazer a matrícula para garantir sua vaga. Quem não conseguir uma vaga desta vez, poderá se inscrever na lista de espera e ocupar o lugar de eventuais desistentes.


Sobre os cursos

Leitura vai, escrita vem: práticas em sala de aula traz reflexões teóricas e sugestões práticas a educadores e educadoras que desejam aprimorar o ensino de leitura na escola.

Nas tramas do texto busca proporcionar aos participantes a reflexão sobre o ensino e a aprendizagem de produção de textos, com base no aprofundamento de conceitos e na análise de produções escritas por jornalistas, escritores e estudantes.


Próximas inscrições

Além de Leitura vai, escrita vem e Nas tramas do texto, o Escrevendo o Futuro abre inscrições, a partir do dia 4/5, para o curso Avaliação textual: análises e propostas. As inscrições e a participação são totalmente gratuitas e a distância.  Saiba mais.


Criado em 2002 pelo Itaú Social e pelo CENPEC Educação, o programa tem como objetivo contribuir para a melhoria da leitura e da escrita de estudantes de escolas públicas brasileiras.

Em 2008, tornou-se política pública, ao estabelecer parceria com o Ministério da Educação (MEC), por meio da Olimpíada de Língua Portuguesa, concurso que premia as melhores produções textuais de estudantes do 5º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio.