Infâncias, educação e culturas indígenas Infâncias, educação e culturas indígenas

-

Infâncias, educação e culturas indígenas

Cenpec promove live com duas educadoras indígenas macuxi e guajajara para falar sobre cultura dos povos originários e currículo escolar; saiba mais
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

Qual é a importância de aproximar as culturas indígenas, seus valores e conhecimentos ancestrais, ao ambiente escolar? Como construir diálogo entre as culturas dos povos originários e o currículo escolar nas práticas pedagógicas? Quais os principais marcos e desafios enfrentados por educadores(as) indígenas?

Essas são algumas das questões abordadas na live Infâncias, educação e culturas indígenas, que aconteceu na quarta-feira (dia 26/10), das 10h30 às 11h45. No evento, promovido pelo Cenpec, as educadoras Silmara Cardoso e Jeane Almeida da Silva contaram sobre sua trajetória familiar e pessoal, formação acadêmica e trajetória na educação e suas experiências e projetos relacionados à cultura dos povos originários na escola.

Foto: arquivo pessoal

Nascida em Maranhão, Silmara Cardoso é indígena do povo guajajara. É pedagoga, mestre e doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (FEUSP). Atualmente, mora na capital paulista, onde é docente da rede municipal e desenvolve projetos voltados à história e culturas dos povos indígenas com todos os segmentos da educação básica para diferentes organizações e projetos.

Foto: arquivo pessoal

Jeane Almeida da Silva é natural de Roraima, do povo macuxi e taurepang. É graduada em Licenciatura intercultural e mestranda em Letras no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Roraima (UFRR). Desde 2014, trabalha como professora da rede municipal de Normandia, no norte de Roraima, na Escola Municipal Indígena Índia Cristina com turmas do ensino infantil e como professora de língua portuguesa no ensino médio da Escola Estadual Indígena Índio Marajó.

Confira como foi o bate-papo:


Veja também

Um pensamento em “Infâncias, educação e culturas indígenas

Deixe uma resposta