CENPEC Educação recebe honraria do governo da Finlândia

-

CENPEC Educação recebe honraria do governo da Finlândia

Nesta quinta-feira (6), organização foi agraciada com o Hän Honours, em reconhecimento ao trabalho pela diversidade e contra as desigualdades na educação
Imprimir

“A igualdade é um valor essencial para a Finlândia e seu povo. A Finlândia quer destacar o importante trabalho realizado diariamente para promover valores relacionados à igualdade na sociedade, em todo o mundo”.

Com esse objetivo, o governo finlandês, por meio do Ministério das Relações Exteriores, reconhece iniciativas internacionais voltadas à promoção da equidade e ao combate às desigualdades sociais com o Hän Honours – e o CENPEC Educação recebeu o reconhecimento em um café da manhã comemorativo realizado nesta quinta-feira (6) no Consulado da Finlândia em São Paulo.


Promoção da igualdade

Hän Honours, entregue ao CENPEC Educação
Hän Honours. Clique para ampliar.

O nome da premiação é, inclusive, bastante significativo. Em finlandês, hän é um pronome de gênero neutro, que pode ser utilizado tanto para homens quanto para mulheres e foi primeiramente registrado em 1543.

Ao utilizar essa palavra para conceder a honraria a pessoas e organizações da sociedade civil, a Finlândia promove a ideia de uma sociedade mais inclusiva, em que todos são tratados igualmente e podem, assim, desenvolver seu senso de pertencimento, participar e alcançar todo o seu potencial.

Entre os premiados, grupo que agora conta com o CENPEC Educação, há nomes como Soraya Bahgat, fundadora do grupo de guarda-costas Tahrir, um movimento de voluntários que interveio para impedir ataques sexuais a mulheres na Praça Tahrir, durante a revolução do Egito em 2011; Human Rights Campaign,  dos Estados Unidos, que luta pelo reconhecimento dos direitos civis de minorias sexuais ao redor do mundo; as Mujeres para el Dialogo y la Educación, da Espanha, que promove a igualdade de gênero por meio do diálogo, educação, pesquisa e formação voltados ao fortalecimento das mulheres na sociedade; e Katja Urbatsch, fundadora da ArbeiterKind.de, na Alemanha, que trabalha para que filhos de famílias sem educação superior tornem-se a primeira geração a entrar numa universidade.

Visite o site oficial do Hän Honours


Diversidade e reconhecimento

Participaram do encontro Maria Alice Setubal, fundadora e membro do Conselho de Administração do CENPEC Educação; e Maria Amabile Mansutti, diretora de Tecnologias Educacionais da instituição, além de Lasse Keisalo, cônsul da Finlândia em São Paulo; Janna Sirkka Annina Kalajo, da equipe do Consulado; e Jelena Santalainen, coordenadora de Cooperação Científica e da Educação da representação.

“A Finlândia conheceu o CENPEC Educação por meio do nosso Portal, e fomos visitados por representantes que vieram ver de perto nosso trabalho. Receber essa honraria é, portanto, um orgulho – e bastante estimulador, já que, em um contexto desfavorável, as organizações sociais têm atuado com dificuldade no Brasil”, comenta Maria Amabile.

Maria Amabile Mansutti.

Por meio do Hän Honours, a Finlândia reconhece o esforço do CENPEC Educação em trabalhar com as diversidades na educação, em questões de raça, etnia, gênero e contra as desigualdades na educação pública. Isso é de imensa importância para nós.”

Maria Amabile Mansutti

No café, as representantes do CENPEC Educação e os representantes da Finlândia discutiram sobre o contexto atual da educação pública no Brasil e os desafios trazidos por uma realidade em que mais de 2 milhões de crianças e adolescentes estão fora da escola.

Taxa de rendimento escolar no Brasil, 2018, escolas públicas.
Taxa de rendimento por etapa escolar em escolas públicas urbanas e rurais – Brasil (2018). Fonte: QEdu.

A necessidade de um programa que realmente priorize a educação no Brasil foi outro tema da conversa, além dos avanços obtidos nas últimas décadas, como o aumento da cobertura e atendimento na rede pública, e as múltiplas realidades da escola pública no Brasil, em que convivem unidades em áreas intensamente urbanizadas e unidades em comunidades tradicionais que requerem o acesso por meio de barcos e outros meios de transporte menos comuns nas grandes cidades.

O cônsul Lasse Keisalo comentou sobre as parcerias que o CENPEC Educação tem com grandes organizações, como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com quem o CENPEC Educação e o Itaú Social têm parceria desde 1995 por meio do Prêmio Itaú-UNICEF – e, mais recentemente, a parceria CENPEC-UNICEF na Busca Ativa Escolar, projeto voltado exatamente a combater a exclusão e evasão escolar, intensamente relacionadas a um contexto de vulnerabilidade socioeconômica.

Foto de café da manhã. A partir da esquerda: Janna Kalajo, o cônsul Lasse Keisalo, Jelena Santalainen, Maria Alice Setubal e Maria Amabile Mansutti.
A partir da esq.: Janna Kalajo, o cônsul Lasse Keisalo, Jelena Santalainen, Maria Alice Setubal e Maria Amabile Mansutti.

Os 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) também entraram na pauta, assim como possibilidades de parcerias e programas desenvolvidos pela Finlândia no Brasil.

Jelena Santalainen destacou especialmente o VET Teachers for the Future (Professores para o Futuro), que já levou professores brasileiros para formação continuada nas universidades de Häme e Tampere. Assista ao vídeo (em inglês).

Conheça a página oficial dos Professores para o Futuro no Facebook


Veja também


Fotos: João Marinho.