Formação para lideranças da América Latina

-

Formação para lideranças da América Latina

Programa Latino-Americano de Altas Lideranças em Educação conta com representantes do CENPEC, que receberá três etapas em sua sede
Imprimir

Por João Marinho

“Nunca foi tão grande o reconhecimento da importância da formação profissional para os gestores públicos no exercício de suas funções de Estado. No entanto, no Brasil e na América Latina, ainda são muito escassos os programas de formação, voltados exclusivamente para agentes que ocupam funções de altas lideranças nas redes e sistemas públicos de educação”.

Com esse diagnóstico, a Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso Brasil) e o Instituto Educação, Cultura e Gestão (Inec) passam a oferecer, a partir de abril/2020, o Programa Latino-Americano de Altas Lideranças em Educação.

A proposta do programa, voltado a prefeitos, secretários de Educação e especialistas na área, é capacitar e auxiliar as lideranças a elaborar políticas públicas de longo prazo e estabelecer uma rede de formação e consultoria que estimule o debate sobre políticas de educação e transformação de sistemas educacionais.

Por isso, o Altas Lideranças em Educação também conta com a parceria técnico-institucional da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fundação SM, Fundação Santillana, GATE Comunicação, Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (IEDE), Instituto Singularidades, Instituto Unibanco, movimento Todos pela Educação, Oficina Municipal – e CENPEC Educação.


Formação binacional e protagonismo

A formação contempla sete módulos presenciais no Brasil, programa de intercâmbio e estudos e um programa de imersão em Buenos Aires, na Argentina.

Objetivos
  • Refletir sobre os aspectos éticos, políticos e práticos de ser uma liderança educacional no Brasil, objetivando suas responsabilidades, desde o gerenciamento de alianças com os principais atores sociais até a elaboração e implantação de políticas públicas de longo prazo;
  • Propiciar o contato de gestores com consultores, especialistas e elaboradores de políticas públicas e estimular o debate sobre a transformação de sistemas educacionais;
  • Identificar as condições estruturantes para uma implementação de políticas públicas, programas e projetos de inovação que sobrevivam à transição dos mandatos e conjecturas políticas;
  • Assegurar processos de transição sem comprometimento dos avanços das políticas públicas em andamento.

Além do apoio, o CENPEC Educação participa do programa diretamente nas formações e na cessão de seu espaço para as etapas.

Os conselheiros Binho Marques e Cleuza Repulho estarão entre os facilitadores, respectivamente, das etapas “Agenda global e desafios locais: o Brasil que temos e o Brasil que queremos na educação pública” e “Direitos de aprendizagem, gestão de equipes, participação cidadã e controle social da educação; e outras instâncias de controle, regime de colaboração, relações institucionais”.

Já Anna Helena Altenfelder, presidente do Conselho de Administração, será uma das facilitadoras do módulo “O desafio da equidade na educação pública – novas métricas; e escalabilidade e difusão das políticas públicas”. A sede do CENPEC Educação, em São Paulo (SP), tem previsão de receber os cursistas nas etapas dos dias 22/04 (2ª etapa), 01/06 (4ª etapa) e 03/07 (6ª etapa).

João Roberto Costa de Souza.
Foto: Arquivo pessoal

Além das etapas nacionais, todas elas ministradas por pessoas com notória especialidade em educação e políticas públicas, está prevista uma imersão de quatro dias na Argentina. O CENPEC Educação tem participado com bastante protagonismo de todo esse processo: não apenas com a cessão da sede e com facilitadores, mas também integrando o time de lideranças que será recebido pelo ministro da Educação daquele país.”

João Roberto Costa de Souza, consultor em políticas públicas de educação e cultura e coordenador do Programa Latino-Americano de Altas Lideranças em Educação

A primeira etapa do programa, inicialmente prevista para ocorrer nesta sexta-feira (20), foi adiada em razão da Covid-19. As demais etapas estão, até o momento, confirmadas – e a primeira deverá ser reagendada, com os participantes, no dia 22/04.

Outros facilitadores das formações incluem nomes como Binho Marques, Priscila Cruz, Henrique Paim, Pilar Lacerda e Cláudia Costin. Restam ainda poucas vagas.

Leia o folder com a agenda completa (a etapa do dia 20/03 foi adiada e será reagendada)

Saiba mais no site oficial da Flacso Brasil