CENPEC Educação em 2019: 23 projetos e mais de 5 milhões de beneficiados

-

CENPEC Educação em 2019: 23 projetos e mais de 5 milhões de beneficiados

Conheça todas as ações, conquistas e mudanças da instituição no ano passado
Imprimir

Por Stephanie Kim Abe

Em 2019, o CENPEC Educação realizou 23 projetos, cinco pesquisas e avaliações e 22 formações a distância (com mais de 44 mil cursistas), que atingiram os 26 estados da federação e o Distrito Federal, além de 4,9 mil municípios brasileiros. As ações envolveram toda a comunidade escolar, com mais de 5 milhões de crianças, jovens e adolescentes beneficiados.

Apesar de um ano marcado por adversidades, com baixo crescimento econômico e aumento das desigualdades, o CENPEC Educação conseguiu manter e ao mesmo tempo inovar suas ações para justamente combater essas desigualdades e contribuir para a melhoria da qualidade da educação pública – como mostra o Relatório Anual de Atividades 2019, disponível para consulta.

“Ano passado, entendemos a importância de fazer as mudanças necessárias. Houve engajamento de toda a equipe e da comunicação para dar visibilidade e criar diálogo e escuta com o público externo”, resume Anna Helena Altenfelder, presidente do Conselho de Administração do CENPEC Educação.

Clique aqui para acessar o Relatório Anual de Atividades 2019


Novas atuações e reformulações

Os números não mentem, mas não dão conta de demonstrar o trabalho e as pessoas envolvidas na concepção e desenvolvimento das ações tocadas pelo CENPEC Educação no último ano. Alguns projetos se deram em áreas de atuação novas, como a produção de conteúdos formativos para a estratégia de Busca Ativa Escolar, em parceria com o Unicef.

Outros passaram por processos de reformulação e redesenho de sua metodologia – é o caso do Programa Melhoria do Fluxo Escolar: Correção de Fluxo Escolar e do Prêmio Itaú Social Unicef, ambos em parceria com o Itaú Social.

Este último é o programa mais antigo do CENPEC Educação e, até o ano passado, buscava reconhecer e dar visibilidade a experiências bem sucedidas de educação integral feitas por Organizações da Sociedade Civil (OSCs) para crianças e adolescentes.

“Agora chamado Programa Itaú Social-Unicef, ele vai fomentar essas instituições, oferecendo formação e recursos tecnológicos e financeiros para que elas possam desenvolver uma experiência que não seja só um projeto isolado, mas que envolva toda a sua atuação em um determinado território vulnerável”, explica Maria Amabile Mansutti, diretora de Tecnologias Educacionais. O CENPEC Educação é responsável pela coordenação técnica do Prêmio.

Outra proposta de premiação que segue essa premissa de fomento é o Desafio Inova Escola, que subsidia escolas na construção de planos de inovação para solucionar um desafio real vivenciado pela comunidade escolar.


Essa virada de concepção dos prêmios foi muito trabalhosa, mas gratificante e extremamente importante dentro da Diretoria de Tecnologias Educacionais.

Maria Amabile Mansutti



Metodologias e produção de conhecimento

Um desafio que trouxe muitos ensinamentos foi o Letra Viva Alfabetiza, que propõe uma metodologia inovadora para qualificar práticas de alfabetização e letramento. “O projeto começou em 2018, mas foi a partir da experiência no Vale do Ribeira ano passado que criamos um novo modelo de formação de alfabetizadores, que chamamos de ‘formação sistêmica’ e envolve toda a rede de ensino”, explica Amabile.

Essa experiência foi relatada no artigo “Alfabetização em foco: uma experiência de formação sistêmica de professores alfabetizadores”, publicado nos anais do IV Congresso Brasileiro de Alfabetização (CONBALF) da UFMG, e é um dos exemplos da importância que a produção acadêmica tem entre as atividades do CENPEC Educação.

Para o diretor de Pesquisa e Avaliação, Romualdo Luiz Portela de Oliveira, “em termos de avaliação, a coisa mais substantiva foi o desenvolvimento da tecnologia de diagnóstico, que já estamos aplicando em 3 municípios: Juriti (PA), São Luís (MA) e Poços de Caldas (MG)”. Os diagnósticos incluem a elaboração de um relatório sobre os níveis de proficiência e desigualdades educacionais dos municípios, com sugestões de diretrizes para políticas públicas e plano de formação.


Essa tecnologia permite a produção de informações qualificadas para a tomada de decisões tanto das Secretarias Municipais de Educação quanto das propostas de formação do CENPEC Educação.

Romualdo Portela de Oliveira

Visibilidade e incidência política

Considerando que de nada vale o conhecimento se não compartilhado, o novo Portal CENPEC Educação entrou no ar há um ano. “Há muito tempo queríamos uma plataforma que possibilitasse compartilhar nosso acervo de mais de 30 anos de atuação. Com o novo Portal, conseguimos fazer isso de maneira organizada e de fácil navegação para o usuário, e ter um contato maior com os educadores de todo o Brasil”, explica Anna Helena.

O Portal, com mais de 30 mil pessoas cadastradas, também garantiu uma presença mais assertiva na mídia, fortalecendo a incidência no debate público sobre Educação que vem marcando a atuação do CENPEC nos últimos anos. Em 2019, foram registradas 1,7 mil inserções na imprensa.

Na política, o monitoramento de proposições legislativas e políticas públicas foi realizado por meio da participação em audiências públicas, conselhos, câmaras e frentes parlamentares, e do diálogo e articulação com diferentes parceiros nas mais de 20 redes, fóruns e iniciativas das quais o CENPEC Educação participa.


Nosso posicionamento é fundamentado na experiência e no conhecimento da realidade educacional brasileira, dos desafios que as escolas e as secretarias de todo o país enfrentam diariamente. Temos um dever cívico, vamos dizer, de participar e de se posicionar técnica e politicamente para garantir uma Educação de qualidade para todos.

Anna Helena Altenfelder

Uma das 100 Melhores ONGs do Brasil

Internamente, o CENPEC Educação implementou mudanças em sua estrutura organizacional, com a criação do Comitê Estratégico, de Círculos de Mobilização e de uma Gerência Executiva responsável por implementar e monitorar processos de gestão que garantam a sustentabilidade técnica e financeira da instituição. O objetivo foi deixar a equipe mais coesa, ágil e integrada.

A gestão eficiente e o compromisso com a transparência do CENPEC Educação garantiram à instituição o reconhecimento como uma das 100 Melhores ONGs do Brasil, premiação oferecida pelo Instituto Doar, agência O Mundo que queremos e Rede Filantropia, em parceria com a Fundação Toyota, Fundação Lemann, Instituto Humanize e Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Na seção Transparência do Portal CENPEC Educação é possível acessar relatórios anuais, auditorias e balanços financeiros dos anos anteriores.


Arte: Marco Antonio Vieira e Karine Oliveira


Veja também