Sequências lúdicas de aprendizagem no Palavra de Criança

-

Sequências lúdicas de aprendizagem no Palavra de Criança

Conheça a proposta de projeto de alfabetização premiado desenvolvido no Piauí em parceria com a Unicef
Imprimir

Raimunda Alves Melo

O Programa Palavra de Criança, realizado desde 2009 com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em parceria com a Secretaria Estadual de Educação do Estado do Piauí (Seduc) e o Instituto ProBem, objetiva qualificar as equipes das redes municipais de educação para a implementação de políticas de alfabetização e letramento, visando garantir o direito das crianças de serem alfabetizadas e letradas até os 8 anos de idade. Em 2015, estão sendo atendidos 88 municípios do Piauí e 14 municípios do Amazonas.

O trabalho é realizado por meio de formação e assessoramento dos coordenadores municipais, que se responsabilizam pela articulação e implementação de ações formativas, didáticas, pedagógicas e de parceria com as famílias apoiadas pela proposta do Programa. A formação desses sujeitos visa fortalecer a competência técnica e pedagógica para que sejam capazes de liderar em âmbito municipal as ações do Palavra de Criança.

Segundo as proposições metodológicas do Palavra de Criança, o planejamento da ação didática é condição imprescindível para a aprendizagem das crianças. Contudo, é necessário considerar as realidades e os contextos socioculturais em que elas estão inseridas, de modo que a organização do trabalho pedagógico favoreça a aprendizagem.

Com esse intuito, propõe sequências lúdicas de aprendizagem, caracterizadas por um conjunto de aulas lúdicas, fundamentadas na cultura da criança, com atividades ligadas entre si, de acordo com os objetivos que os professores pretendem alcançar para uma aprendizagem significativa dos alunos.”

Ao contemplar as sequências lúdicas como um dos eixos do Programa, as equipes partem do princípio de que é preciso criar oportunidades efetivas de contato das crianças com jogos, brinquedos, brincadeiras e literatura infantil, pois o lúdico, quando proposto com base em uma ação pedagógica planejada, assegura o desenvolvimento e a construção da linguagem, expressa por meio de gestos, sons, imagens, fala e escrita.

Na elaboração das sequências, os docentes são orientados a realizar avaliações diagnósticas bimestrais com o objetivo de averiguar os conhecimentos prévios e o nível de aprendizagem dos alunos. Logo em seguida, com o apoio de coordenadores pedagógicos das escolas e do coordenador municipal, planejam sequências com uma série de aulas contemplando desafios, atividades diferenciadas, jogos, uso de diferentes linguagens e gêneros textuais, favorecendo a aprendizagem das crianças.

Em Língua Portuguesa, por exemplo, leitura, escrita e oralidade são trabalhadas em conjunto, o que confere mais sentido ao trabalho e amplia as possibilidades de aprendizagem da criança. Outra característica importante é a interdisciplinaridade do trabalho pedagógico, por meio da qual os professores desenvolvem um tema abrangendo diferentes disciplinas, o que proporciona o aprofundamento do assunto estudado.

Para as turmas multisseriadas de escolas do campo, são elaboradas sequências lúdicas multisséries com temas comuns para todos os alunos, planejadas com base na exploração de conteúdos relevantes e interessantes para eles, considerando as especificidades do contexto cultural em que estão inseridos e colaborando para que façam a leitura de textos e a leitura crítica do mundo.

No trabalho com sequências lúdicas de aprendizagem, as crianças participam de situações de aprendizagem em que têm a oportunidade de dirigir suas próprias ações na construção do conhecimento escolar, favorecendo a aprendizagem de aspectos cognitivos, físicos, sociais e afetivos, tendo o brincar como foco do trabalho educativo e fonte de aprendizagem integral.”

Nesse contexto, a brincadeira é de fundamental importância e constitui-se como uma das principais atividades promotoras da aprendizagem e do desenvolvimento infantil, pois, além de interagir com os outros e aprender regras de convívio social, quando brincam as crianças se comunicam, manipulam objetos, desenvolvem a atenção, a memória e a imaginação.

Trabalho coletivo sobre reciclagem. Foto: Palavra de criança, 2015

O instrumento de elaboração das sequências lúdicas de aprendizagem proposto pelo Programa Palavra de Criança dispõe de três partes integradas. Na primeira, os professores definem as Expectativas de Aprendizagem referentes aos aspectos cognitivos, físicos, sociais e emocionais que pretendem que os alunos desenvolvam. Diz respeito às capacidades das crianças para mobilizar suas habilidades (saber fazer), seus conhecimentos (saber) e suas atitudes (saber ser) para solucionar os desafios propostos pela sequência.

Na segunda, são expostas as Áreas do Conhecimento Escolar e Conteúdos, que são conceitos e assuntos, a fim de desenvolver as expectativas de aprendizagem e promover um saber articulado, interdisciplinar e relevante para os alunos. A seleção dos conteúdos é realizada por meio da exploração dos livros didáticos, livros de literatura infantil e outros suportes textuais, integrando, estreitando e respeitando os vínculos entre escola e comunidade, entre conhecimentos escolares e saberes culturais das crianças.

A terceira e última parte do instrumento contempla as Estratégias Metodológicas e de Avaliação, que traz a definição das etapas de desenvolvimento da sequência lúdica de aprendizagem, o passo a passo das ações, os tipos de atividades trabalhadas, o tempo para a realização das atividades, as formas de organização dos alunos em sala, os recursos didáticos utilizados e as propostas de avaliação.


Leitura compartilhada. Foto: Palavra de criança, 2015

Entre outras vantagens, as sequências lúdicas de aprendizagem permitem determinar os conteúdos que as crianças vão estudar, para que servirá cada conteúdo (expectativas de aprendizagem) e como se desenvolverá o estudo (estratégias metodológicas). Permitem também que os conhecimentos escolares sejam trabalhados de forma significativa e adequada ao nível de conhecimento de cada criança.

O trabalho com as sequências lúdicas de aprendizagem estimula a colaboração, uma vez que os alunos não são divididos por séries, mas por níveis de aprendizagem e em agrupamentos organizados pelos professores, com base nas expectativas de aprendizagem que já dominam e do que precisam aprender para avançar.”

Algumas atividades, como acolhidas musicais, jogos, brincadeiras, rodas de conversa, rodas de leitura, pesquisas, entre outras, são realizadas de forma coletiva. Todos os alunos participam/realizam juntos, pois, dependendo do conteúdo e do procedimento, as propostas são integradas.

Em outros momentos, os alunos são divididos em pequenos grupos organizados por níveis de aprendizagem, com o intuito de realizar atividades diferentes, como leitura, interpretação e produção de textos. No planejamento, os professores preveem o que cada agrupamento de alunos deve fazer, de acordo com aquilo que eles sabem ou precisam aprender.

A avaliação constante das expectativas de aprendizagem possibilita as intervenções necessárias, tanto no processo de elaboração e de ajustes das sequências como nas ações de reforço escolar, atenção individualizada, envolvimento das famílias, permitindo que as crianças sejam atendidas em suas necessidades de aprendizagem, pois, conhecendo seus alunos, os professores organizam agrupamentos não por idade e/ou série, mas por nível de aprendizagem.

Ao longo de sete anos de trabalho, o Programa Palavra de Criança tem contribuído para que, em muitos municípios piauienses, as sequências lúdicas de aprendizagem sejam adotadas como parte integrante das ações das políticas educacionais, colaborando para o aprimoramento da prática docente, para os processos de planejamento e, principalmente, para a melhoria da aprendizagem das crianças.


Raimunda A. Melo

Doutora e mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Atualmente é professora assistente na UFPI e coordenadora institucional do Programa de Iniciação à Docência (PIBID). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: educação do campo, formação de professores, educação; gestão, formação continuada e alfabetização.

Fotos: atividades educativas de aplicação das sequências lúdicas de aprendizagem na Escola Francisco Bezerra, em Buriti dos Montes (PI).
 ____________________________________ 

Leia também:

Entrevista com Raimunda A. Melo: Palavra de Criança (PI)

Formação continuada e educação no Semiárido