CENPEC repudia repressão policial contra professores da capital paulista

O CENPEC – Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária – lamenta profundamente a operação da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e da Polícia Militar, que oprimiu violentamente professores na Câmara Municipal de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (14/03).

Ações dessa natureza são inaceitáveis e violam o direito à manifestação, princípio fundamental em qualquer regime democrático. Não é a primeira vez que educadores sofrem violência por expressarem suas posições: não podemos esquecer da truculência sofrida por professores do Paraná em 2015.

Os educadores protestavam contra a aprovação do Projeto de Lei 621/2016, pela Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa (CCJ) da Câmara, que institui mudanças na contribuição previdenciária dos professores e servidores da educação em São Paulo, ampliando o desconto em folha de pagamento dos atuais 11% para 14% a 19% (de acordo com a faixa salarial).

Para o CENPEC, o debate sobre a valorização docente é urgente no país. Ele passa necessariamente por políticas que reconheçam a contribuição destes profissionais como sujeitos centrais do processo educativo e da formação do País que desejamos.

professores_protesto-640x424

Compartilhar:

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.

/* ]]> */