Estudantes divulgam Nota e comentam a suspensão da reorganização do sistema de ensino

Movimento dos estudantes divulga Nota comentando a suspensão da reorganização do sistema de ensino anunciada pelo governador Geraldo Alckmin em 4 de dezembro

 

A JUVENTUDE EMPAREDOU GERALDO ALCKMIN! 
SEGUIR NA LUTA PARA GARANTIR NOSSAS VITÓRIAS

Após semanas de mobilização de estudantes secundaristas, mães, pais, professores e milhares de apoiadores de diversas comunidades, bairros e cidades do Estado de São Paulo, ocupação de mais de 200 escolas, manifestações e trancamentos de avenidas, a força da nossa luta obrigou o Governador Geraldo Alckmin a finalmente se pronunciar.

Esse pronunciamento acontece depois de sua popularidade ter caído drasticamente, conforme divulgado pela Datafolha nessa manhã. O movimento em apoio a luta dos estudantes contra a reorganização atinge 61% da população. Se cai a popularidade do governador, aumenta o apoio a nossa luta.

A juventude que luta hoje contra a reorganização aprendeu com Junho de 2013 como derrotar os poderosos.

Na coletiva de imprensa realizada há poucos minutos, o governador e seus representantes afirmam que a Reorganização Escolar foi adiada até 2017, assegurando as matrículas dos estudantes em suas atuais escolas. A se confirmar esta informação, teremos uma expressiva vitória dos estudantes! Todas as mudanças até ontem consideradas irreversíveis pelo governo serão suspensas em 2016. Sem dúvida, Alckmin tentará retomá-las em 2017, mas, saindo moralizados e vitoriosos de nossa luta neste ano, será que o governador terá coragem de mexer com os estudantes no ano que vem de novo? Se mexer, já sabe: vai sair perdendo de novo.

Imediatamente, nossa postura deve ser a de não desocupar as escolas e não desarticular nossa mobilização. Primeiramente, é preciso aguardar um parecer jurídico oficial que ateste que Alckmin não está manobrando o movimento e a publicação no Diário Oficial. Além disso, antes de desocupar, precisamos de outras garantias importantes, como a liberdade de todos os manifestantes atualmente presos e a não punição de ninguém envolvido na luta. Consolidando nossa vitória, nada será como antes para nossa luta em 2016, que deve continuar. Nós, estudantes, provamos o poder que temos!

É preciso comemorar! Pela segunda vez na história recente do Estado de SP, a juventude dobra a espinha de um governador truculento. Só nós sabemos o quanto lutamos para finalmente desmoralizar Alckmin, convencer toda a sociedade e derrotar a reorganização.

Em 2016, vamos seguir lutando para assegurar mais direitos e derrotar de vez o projeto de reorganização. A coragem e a força que demonstrou o movimento secundarista é irreversível. Ressignificamos o espaço das escolas públicas, que passaram a ter vida política, cultural e em consonância com os sonhos e necessidades de estudantes e das comunidades locais. Nunca a escola pública foi tão ocupada e bem aproveitada como sob o controle dos estudantes.

Estudantes de diversas escolas se reúnem nesse momento em reunião para pensar os próximos passos. Mais informações em breve.

Nossa luta, assim como em 2013, deixa um ensinamento que percorrerá os próximos anos: é possível vencer! E se o Estado vier quente, nós vamos seguir fervendo.

 

Compartilhar:

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.

/* ]]> */