Prêmio Itaú Unicef completa 20 anos em edição 2015

Por Christiane Gomes

Parceria. Palavra que, segundo o dicionário, significa reunião de indivíduos para alcançar um objetivo comum. Este foi o mote do encontro em prol da transformação de crianças e adolescentes por meio da educação integral que celebrou na noite desta quinta feira, dia 12 de março, o lançamento da 11ª edição do Prêmio Itaú Unicef, promovido pela Fundação Itaú Social com a coordenadoria técnica do Cenpec. Esta edição do Prêmio, que em 2015 completa 20 anos, traz uma novidade: além das organizações da sociedade civil, também serão premiadas escolas públicas que desenvolvam boas práticas de educação integral. Durante a celebração, que aconteceu no auditório do Museu de Arte de São Paulo (MASP), foi realizado o debate Educação Integral: Aprendizagem que transforma. As discussões contaram com a participação de Miguel Arroyo, professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e ex-secretário adjunto da capital mineira; José Rodrigues Rocha Junior, presidente do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas); Cleuza Repulho, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME); e Monica Pinto, gerente de Desenvolvimento Institucional do Canal Futura.

O Professor Miguel Arroyo fez uma fala instigante e provocativa ao defender a necessidade de mudança de olhar para as crianças e adolescentes que, ao chegarem às escolas como sujeitos integrais e plurais, exigem uma educação não apenas integral, mas integrada. Por isso, ressaltou o envolvimento dos demais atores da comunidade, como a família, associação comunitária, posto de saúde, escola de samba, etc. “Ou todos nos unimos pela infância ou ela não irá se salvar. A escola sozinha não conseguirá mudar a sociedade, mas nada será transformado sem a escola”, afirmou Arroyo lembrando a fala do educador Paulo Freire que destaca o protagonismo da escola neste processo. Arroyo destacou ainda que o Prêmio Itaú Unicef reconhece que há muita vida e riqueza nas escolas públicas e pediu que os avaliadores do Prêmio valorizem os projetos que trazem conhecimento vivo, pois é este que contribui para que o sujeito se descubra. “Recuperar a humanidade roubada de nossas crianças e adolescentes. Este é o sentido mais radical da educação integral”, afirmou o professor.

Para Cleuza Repulho, presidente da UNDIME, a educação integral é o agente que leva para a escola toda a diversidade necessária. Já José Rodrigues Rocha Junior, do Congemas, o Prêmio Itaú Unicef provoca o poder público a executar suas tarefas e incentiva Ongs e escolas a desenvolverem seus trabalhos de forma cada vez mais integrada. O evento contou ainda com a participação de Antonio Jacinto Matias, vice-presidente da Fundação Itaú Social, que afirmou: “Educação integral é um direito que deve ser assegurado a todas as crianças, jovens e adolescentes. Interliga diversas oportunidades de aprendizagem que vão além, que envolvem um conceito mais amplo. O caminho mais importante é a parceria Ong e escola”.

Já o representante do Unicef no Brasil, Gary Stahl lembrou que a parceria entre Itaú e Unicef é a mais antiga em todo o mundo. Para ele, a incorporação das escolas ao Prêmio terá um papel central e estratégico. “Acreditamos na escola pública como agente de transformação”, disse.

Em sua fala, a superintendente do Cenpec,  Anna Helena Altenfelder, destacou o caráter de vanguarda do Prêmio, que há 20 anos investe nas experiências positivas da educação integral. “Para nós do Cenpec é uma honra ter a responsabilidade da coordenação técnica do Prêmio. A infância trouxe e segue nos trazendo o entendimento que a educação integral deve ser algo amplo. É este espírito que faz com que seja atualizada as estratégias do Prêmio para que sua influência nas políticas públicas seja efetiva. A união de ONGs e escolas constroem conhecimento e fortalece a educação integral”, acredita Anna Helena.

As inscrições do Prêmio Itaú Unicef 2015 – Educação Integral: Aprendizagem que transforma já estão abertas e seguem até 4 de maio. Para saber mais detalhes sobre o Prêmio e orientações sobre como participar, acesse: http://www.premioitauunicef.org.br/

Compartilhar:

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.

/* ]]> */