Prêmio Respostas para o Amanhã prorroga inscrições para 4ª edição até 31 de agosto

Programa incentiva estudantes do ensino médio de escolas públicas a aplicarem conceitos de Ciências da Natureza e Matemática em propostas de melhoria das comunidades onde vivem

O Prêmio Respostas para o Amanhã tem as inscrições para sua quarta edição prorrogadas. Alunos do ensino médio de escolas públicas de todo o Brasil têm agora até o dia 31 de agosto para inscrever seus projetos para melhoria das comunidades em que estão inseridos. Os interessados devem se cadastrar por meio do site www.respostasparaoamanha.com.br.

A proposta do concurso é incentivar professores e estudantes a aplicar na prática conceitos de Ciências da Natureza e Matemática, por meio do desenvolvimento de projetos que realmente possam ajudar as regiões em que vivem, buscando identificar, estimular e difundir práticas educativas com impactos positivos no dia a dia. Na edição de 2016, mais de 2.100 inscrições foram realizadas, envolvendo cerca de 37 mil alunos, sob a orientação de aproximadamente 1.700 professores de todo o Brasil.

rpa

O prêmio é uma realização da Samsung com a coordenação geral Cenpec e o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da Rede Latino-americana de Organizações Sociais para a Educação (Reduca), entre outros parceiros regionais e locais para dar visibilidade aos projetos.

Para Maria Amábile Mansutti, coordenadora técnica do Cenpec, o diferencial do concurso é a sua proposta pedagógica integradora, que, além de engajar todos os alunos e alunas da classe, pretende valorizar a prática dos educadores e gerar benefícios para a comunidade em que as escolas estão inseridas. “É um programa que proporciona uma educação conectada com a realidade e mostra aos estudantes resultados concretos originados por seus projetos, baseados totalmente no aprendizado que obtiveram em sala de aula”, afirma.

Premiação
A comissão julgadora, constituída por especialistas em educação, selecionará os melhores trabalhos apresentados. Todos os classificados receberão um certificado de participação no prêmio. Os 25 projetos de destaque serão contemplados com um notebook para a escola e um selo de vencedor regional da edição do prêmio. Para os cinco vencedores eleitos pelo público, um de cada região, será entregue um troféu “Projeto Vencedor pelo Júri Popular”. Já os cinco vencedores nacionais, selecionados pela banca julgadora, receberão dois notebooks Samsung – um para o professor e outro para o diretor – e tablets da marca para cada aluno da sala, além de troféu de Vencedor Nacional e medalha.

Em 2016, o projeto da Escola Estadual Barão de Boca do Acre, no Amazonas, desenvolveu um biodigestor como opção energética para uso doméstico e também como fonte de nutrientes para o plantio de hortaliças. A proposta apresentou para a comunidade, alternativas para reduzir os gastos com o gás de cozinha e trouxe outras possibilidades para o cultivo de hortas.

Compartilhar:

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.

/* ]]> */