Cenpec é reconhecido como uma das 100 melhores ONGs para doar

Cenpec é reconhecido como uma das 100 melhores ONGs para doar

selo-moPara ajudar potenciais doares a conhecer o trabalho de organizações de relevância social, grande impacto e transparência na gestão de recursos, o Guia Melhores ONGs, publicado em 12 de agosto último pela Revista Época, premiou as 100 melhores ONGs para doar. O Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária) orgulha-se por fazer parte desse rol de organizações, sobretudo neste ano, quando completa 30 anos em defesa de uma educação pública de qualidade para todos.

O Guia é uma iniciativa da própria revista e do Instituto Doar, em parceria com a FGV-SP, que laureia a dedicação daquelas entidades que têm feito um trabalho excepcional, com melhor transparência, eficiência e governança. A escolha das 100 melhores organizações se deu em um universo de 1.560 inscrições, dentre as mais de 300 mil OSCs que existem no Brasil.

Ainda neste mês, o Cenpec também recebeu o Prêmio Darcy Ribeiro, da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, em Brasília, que agracia pessoas e ou entidades cujos trabalhos se destacam na defesa e na promoção da educação brasileira. “Esperamos que estes reconhecimentos tragam novos parceiros e apoiadores para ampliar ainda mais nossa atuação, contribuindo com a formulação de políticas e de iniciativas para enfrentar as desigualdades, sempre em parceria com escolas, governos e instituições, em benefício de milhões de alunos, professores e gestores do setor”, finaliza Anna Helena, presidente do Conselho de Administração do Cenpec (veja como doar aqui)

O brasileiro gosta de compartilhar, seja tempo, bens ou dinheiro. Ainda assim, quando se tata de doações para causas ou entidades, estamos muito aquém de outros países, como EUA, Irlanda e Austrália. As pesquisas Doação Brasil (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social, 2015), e Eficácia dos Investimentos Sociais McKinsey (2008) mostram que 52% dos brasileiros realizaram doações de recursos em 2015, mas os valores doados corresponderam a apenas 0,23% do PIB nacional, enquanto em países com um número muito menor de doadores houve resultados próximos aos 2% do PIB.

O aumento das doações em longo prazo ajudará a trazer mais estabilidade financeira para que milhares de organizações da sociedade civil (OSCs) possam ampliar seu trabalho. Contudo, mobilizar diferentes segmentos da sociedade para apoiar essas organizações por meio de doações segue sendo um desafio diante do pouco entendimento da importância de seu papel. Anna Helena acredita que “o aumento das doações de pessoas físicas passa pelo reconhecimento do caráter público e relevância social do trabalho desenvolvido por organizações da sociedade civil e pela capacidade das organizações de mobilizar pessoas em prol de suas causas coletivas”.

Compartilhar:

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.

/* ]]> */