Alunos da Universidade de Genebra conhecem a Olimpíada de Língua Portuguesa

Alunos da Universidade de Genebra conhecem a Olimpíada de Língua Portuguesa

Na manhã da última quinta-feira (08/12), Sonia Madi, coordenadora de projeto do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária) e especialista em formação docente e em Língua Portuguesa, realizou uma videoconferência para os alunos do mestrado da disciplina de Pesquisa e Intervenção Pedagógica, da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Genebra (Suíça).

Durante duas horas, Sonia apresentou a metodologia do Programa Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, iniciativa da Fundação Itaú Social e do Ministério da Educação, com coordenação técnica do Cenpec.

A videoconferência foi realizada a convite do professor Joaquim Dolz, da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Genebra. Dolz é reconhecido por seu pioneirismo no estudo dos gêneros textuais e sua aplicação em sala de aula, por meio de sequências didáticas, que orientam as etapas que o docente precisa seguir no processo de ensino e aprendizagem.

“Apresentar o trabalho desenvolvido pela Olimpíada para os alunos da escola de Genebra foi uma honra e um importante reconhecimento do nosso trabalho. Foi uma oportunidade para compartilhar as ações de formação que desenvolvemos, as práticas dos nossos professores e o quanto nossos alunos estão aperfeiçoando suas produções de texto e se apropriando da função da escrita”, afirma Sonia.

Após a videoconferência, Dolz descreveu a “Olimpíada de Língua portuguesa Escrevendo o futuro” como o projeto mais ambicioso e inovador a nível internacional para o desenvolvimento do letramento. Ele destacou o esforço constante da equipe da Olimpíada para melhorar as propostas e as atividades de formação.

O professor sublinhou ainda o impacto do projeto sobre a aprendizagem da escrita dos alunos, mobilizando a sociedade pela leitura e a escrita. E se mostrou particularmente entusiasmado com as diferentes iniciativas realizadas para formar e acompanhar os numerosos professores que participam na Olimpíada. “A Olimpíada supera as expectativas iniciais de 2002 quando ela foi criada. Atualmente, é um projeto educativo que assiste à toda a sociedade brasileira e que, pela sua envergadura, valeria a pena reforçar pensando no futuro das novas gerações”.

O programa realiza um concurso de produção de textos que premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país e desenvolve ações de formação presencial e a distância, além de estudos e pesquisas, elaboração e produção de recursos e materiais educativos. A partir de 2008, foi incorporado pelo MEC como uma política pública, o que ampliou a sua abrangência.

 

Compartilhar:

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.

/* ]]> */